CARDÁPIO

by Astrid Cabral

Nosso cardápio diário
inclui carnes assadas
e angústias bem passadas.
Inclui sangrentos nacos
cobertos de molhos pardos
que sabem a desgosto.
Inclui mil hipocrisias
devidamente empanadas
e servidas à francesa
bem antes da sobremesa
de frutas esquartejadas.
Inclui entre as iguarias
amizades congeladas
sonhos em banho-maria
deleites de amor requentado
em rançosos azeites.
Ódios com pó de pimenta
e as tremulas gelatinas
de dúvidas coloridas.
Inclui o tédio guarnecido
de exóticos temperos.
Inclui o medo camuflado
em camadas de batatas.
Inclui a morte servida
sem o menor escrúpulo.

ASTRID CABRALNasceu em Manaus/AM, e após viver entre Rio de Janeiro, Brasília, Beirute e Chicago, radicou-se definitivamente no Rio. Poeta, contista, ensaísta e tradutora, é licenciada em letras neolatinas pela Universidade do Brasil, atual UFRJ. Possui vários diplomas de inglês, inclusive o T.T.C do IBEU. Lecionou literatura na UnB e foi funcionária do Serviço Exterior Brasileiro. Escreveu: Alameda (contos, RJ, GRD, 1963); e os livros de poemas: Ponto de cruz (RJ, Cátedra, 1979); Torna-viagem (Recife, Pirata, 1981); Lição de Alice (RJ, Philobiblion, 1986); Visgo da terra (Manaus, Puxirum, 1986); Rês Desgarrada (Brasília, Thesaurus, 1994); De déu em déu (poemas reunidos 1979-1994, RJ, Sette Letras/Biblioteca Nacional, 1998); Intramuros (Curitiba, Sec. de Cultura do Paraná, 1998); Rasos d’água (Manaus, Sec. de Cultura do Amazonas/Valer, 2003); Jaula (RJ Editora da Palavra, 2006). Tem obra infanto-juvenil, Zé Pirulito (RJ Agir/ INL, 1982). Entre outros traduziu Walden or life in the woods, de H.D.Thoreau para a Global de SP, 1984. Detentora de inúmeros prêmios, participa de mais de 40 antologias no Brasil e no exterior.

* Achei interessante e resolvi postar. Valeu a pena???!!!
Anúncios

20 responses to this post.

  1. O poema é forte e triste, porque as palavras são crueis e mesmo assim, elas são tao verdadeiras! Beijos

    Curtir

    Responder

  2. Oi Manoel! Sempre vejo seus comentários no blog da Inaie, por isso decidi visitar seu blog e cheguei gostando! :)Achei o poema triste, mas verdadeiro. Valeu a pena postar!Grande abraço, Rebecaxoxo

    Curtir

    Responder

  3. Oi Manoel,Valeu super a pena!Gosto destes textos que incorporam coisas do dia-a-dia em seus versos.Uma ótima quinta-feira!abração amigo,=)

    Curtir

    Responder

  4. Adorei! Que poema mais delicioso e me deu uma fome agora rs…Kisu!

    Curtir

    Responder

  5. Claro que valeu à pena!Nos faz pensar bastante. Quantas vezes vamos adiando nossos sonhos, nossos planos; quantas vezes nos colocamos de lado, como se fôssemos viver para sempre? Quantas vezes fechamos os olhos para aquelas coisas que realmente importam? Quantas vezes remoemos sentimentos?E isso é tão comum, tão humano, que na maioria das vezes nem percebemos que estamos fazendo isso.Ótima reflexão.Elaboremos então um super cardápio recheado de coisas boas e de maravilhosos sentimentos para nossas vidas!Beijo grande*

    Curtir

    Responder

  6. Vera Lúcia, com certeza. Vamos "mexer" nesse cardápio.Um abraço

    Curtir

    Responder

  7. Adriana, que bom você ter percebido isso. O importante é que gostou.Beijos

    Curtir

    Responder

  8. Tina, adoro ler seus comentários. Sempre tem um tempero especial 🙂

    Curtir

    Responder

  9. Janice, kkkkk! Você tem razão. Eita dificuldade, rs.Beijos

    Curtir

    Responder

  10. Carla Renata, fico muito feliz por você ter gostado. Uma maravilhosa terça para você também.Bjoooooos

    Curtir

    Responder

  11. Kinha, você tem razão. Até a Ana Paula reclamou disso. Vamos então aumentar o fogo dos sonhos. Assim fica melhor!Beijos

    Curtir

    Responder

  12. Não quero esse cardápio!

    Curtir

    Responder

  13. Sim valeu a pena! Mas como num post anterior refletimos sobre o poder que temos de escolher, apesar do cardápio dela ser real em muitos momentos, dá para escolher outras coisinhas, por exemplo aumentar o fogo dos sonhos em banho maria, assim como a Kinha observou, deixariam de ser tristes!Beijo

    Curtir

    Responder

  14. Olá Manoel,É melhor nos servirmos de outros pratos, elaborando um novo cardápio.Gostei. Muito criativo.Abraço.

    Curtir

    Responder

  15. Se valeu a pena? Adorei o poema. Nosso dia a dia é assim mesmo como ela retratou tão bem no poema. Lindas palavras.BeijosAdriana

    Curtir

    Responder

  16. Os sonhos em banho maria são meio tristes, não?

    Curtir

    Responder

  17. Valeu sim!Achei interessante, um saculejo, meio indigesto, mas necessário para uma boa escolha de pratos e tratos 🙂

    Curtir

    Responder

  18. Este restaurante onde vivemos é difícil não saborear este cardápio.Beijos!!

    Curtir

    Responder

  19. Adorei! .. bjs e ótima terça

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: