MALDIÇÃO

by Olavo Bilac

Se por vinte anos, nesta furna escura,
Deixei dormir a minha maldição,
– Hoje, velha e cansada da amargura,
Minhalma se abrirá como um vulcão.

E, em torrentes de cólera e loucura,
Sobre a tua cabeça ferverão
Vinte anos de silêncio e de tortura,
Vinte anos de agonia e solidão…

Maldita sejas pelo Ideal perdido!
 Pelo mal que fizeste sem querer!
Pelo amor que morreu sem ter nascido!

Pelas horas vividas sem prazer!
Pela tristeza do que eu tenho sido!
Pelo esplendor do que eu deixei de ser!…

* Triste resultado, não é???!!!

Anúncios

30 responses to this post.

  1. Adriana, adorei o seu comentário. Valorizou muito a postagem. Bom ter tido sua participação aqui. Nota 1000 e 1 para a sua presença aqui!

    Curtir

    Responder

  2. AMEI ESTE POST!!! NOTA 1000 E 1!!

    Curtir

    Responder

  3. Isso me faz pensar muito! Nao so agora, mas desde sempre! Ja pensou em chegar na hora da morte e olhar para o passado e so ver "miseria", sonhos nao conquistados e amores nao amados? A vida e curta e agente nunca sabe ate quando vai durar, e dificil fazer tudo o que agente sonha, mas deve ser muito bom ir embora da Terra e ver muitas conquistas e sementes do amor plantadas, isso e o que eu quero! Nao ter arrependimento e estar de bem com o compate que compati! So quero olhar para tudo, bater as maos e dizer.." Aqui meu trabalho acabou e tive prosperidade!" … "Agora ja estou pronta para a proxima e melhor fase, A VIDA ETERNA!"..

    Curtir

    Responder

  4. Ivani, legal a sua opinião. De fato o romantismo do Vinícius é mais alegre e atual. Tem cheiro de mar de Ipanema, não é?Eu também estou meio desorganizado com o tempo, mas vou levando. Afinal de contas, aquí é só o Blog do Óbvio. Não é Folha de São Paulo, Estadão, Globo, …, e "otras cositas mas", kkk!Manera no "pancadão" aí!Beijo carinhoso.

    Curtir

    Responder

  5. Ana Virgínia, bem legal a sua opinião. Concordo que tenha um profundo conhecimento de si mesmo e a agonia é superada em outros poemas. Valeu, AnaVi!Um abraço

    Curtir

    Responder

  6. Concordo com a Tamy e com a Cris.Acho que quem se encaixa nessas palavras tem um profundo conhecimento de si mesmo.E também acho que essa agonia é superada em outros poemas.Amo BilacAbraço filhadejose.blogspot.comAna Virgínia

    Curtir

    Responder

  7. Oi Manoel, confesso que não gosto muito dessas poesias alucinantes, carregadas de cólera e muito antigas. Sei lá…não é minha praia.Gosto de coisas alegres, textos otimistas, apaixonados.Vce vai achar um horror eu não curtir Bilac, mas sinceramente prefiro Vinicius de Moraes, é mais próximo da realidade.Um grande beijo amigo, desculpe a demora em aparecer mas férias das crianças é dureza, pancadão…

    Curtir

    Responder

  8. Cris, sua experiência nos versos é indiscutível e eu vou até aceitar essa sua esclarecedora opinião. Você sempre enriquece a postagem.Grande beijo

    Curtir

    Responder

  9. Manô,talvez não… talvez a guinada tenha sido revelada em outros versos.. quem sabe? Gr. Bj.!

    Curtir

    Responder

  10. Ana Karla, isso mesmo. Curtindo tudo e todos.Xeros

    Curtir

    Responder

  11. Rebeca, sabe que eu não tinha pensado nisso, mas todos já devemos ter pensado da mesma forma, mas que é triste, isso é! Continue apaixonadíssima pela vida. Isso é muito bom e transmite uma coisa muito boa para a gente.Beijo

    Curtir

    Responder

  12. , que legal você se lembrar do viaduto, kkk! Você com o Viaduto do Chá e eu estava com o Viaduto Maria Paula na cabeça. Aí me lembrei que o Maria Paula era no fim (ou início, sei lá!) da Brigadeiro, então… isso ficou martelando na cabeça, rs…rs.Adoro sua presença aqui e sou super fã do seu blog. Suas fotos "falam" (e olha que eu não sou maluco) de tanta expressão que você coloca nelas.Obrigado pela atenção e carinho do esclarecimentoBeijosManoel

    Curtir

    Responder

  13. Tammy, fiquei muito feliz por seu comentário e presença aqui. Volte sempre que puder. Sua opinião é muito importante. Já fui visitar o seu blog e gostei muito.Um abração

    Curtir

    Responder

  14. Mara, você é um amor de pessoa. Obrigado por seu carinho.Beijo no seu coração

    Curtir

    Responder

  15. Demais Manoel.Assim vivo ao máximo para ser , ser realizada.Xeros

    Curtir

    Responder

  16. Muito triste, mas seu blog é de uma beleza tão grande que as palavras triste se perdem no meio de tudo.Bjo no coração.

    Curtir

    Responder

  17. Carácoles, Manoel! Que triste!!! Quando eu era novinha, morria de medo de ficar velha e não ter feito nada com a minha vida, de me sentir igualzinha ao Olavo Bilac nesse poema.Por isso que luto por tudo em que acredito e vou morrer assim, apaixonadíssima por tudo que vale a pena pra mim! :)Beijo,Rebecaxoxo

    Curtir

    Responder

  18. Muito triste, sem dúvida!Ah, o nome do viaduto que postei no blog é Santa Efigênia, custei a lembrar, hahahahah (mesmo por que passei a vida inteira achando que aquele era o viaduto do Chá, afffff)beijosGê

    Curtir

    Responder

  19. Esses versos são honestos e profundamente angustiantes. Refletem com perfeição a alma de alguém que não se encontra em si mesmo e não consegue realizar aquilo que sonhou. Gostei demais, por isso estou seguindo. Grande abraço.

    Curtir

    Responder

  20. Vanessa, muito bom o carinho contido no seu comentário.Beijos

    Curtir

    Responder

  21. Tina, como sempre, muito bem colocado o seu comentário. Perfeitos os exemplos das panelas quentes e do veneno, rs…rs. É isso mesmo!Um abraço grandão

    Curtir

    Responder

  22. É belo como de habitual costumo encontrar em seu blog. É intenso e um tanto quanto triste… Chega a ser sufocante a descrição da solidão passada, salpicada ainda de tristezas. Beijinhoshttp://oiflordeliz.blogspot.com.br

    Curtir

    Responder

  23. O resultado é o esperado para quem alimenta amarguras, arrependimentos e maldiçõesParece duro, mas é o óbvio e já que aqui é o blog do óbvio…Penso que arrepender-se e sofrer é digno, serve, mas há que haver um basta, nada de viver olhando para trás, alimentando, maldizendo, se não, é como estar entre panelas quentes e desviar-se de uma e queimar-se na outra.Ter dores, sim, rancores não, amargam, travam, é como tomar veneno e esperar que os outros morram.Paz, bençãos e bem por ai \o/

    Curtir

    Responder

  24. Carla Renata, o seu desabafo acalma a alma. A sua e a de quem compartilha com você.bjs

    Curtir

    Responder

  25. Agora ke vi ali na lateral o meu bloguinho.. eeeeeeeeee \o/ \o/ \o/ … mas como assim acalma a alma?? rs.. bjs de novo

    Curtir

    Responder

  26. Bah, amiga muito presente. Com certeza e é coisa muito triste, não é? Pode ser um desabafo como pode também ser um desarranjo.Kisu!

    Curtir

    Responder

  27. Perder o ideal é perder a vida.Kisu!

    Curtir

    Responder

  28. ✿ chica, nem tudo sai como a gente quer ou até consegue sentir.Abração valeparaibanoManoel

    Curtir

    Responder

  29. Bota triste resultado nisso!! abração praiano,tudo de bom,chica

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: