NÃO CANSE QUEM TE QUER BEM

by Martha Medeiros

“Foi durante o programa Saia Justa que a atriz Camila Morgado, discutindo sobre a chatice dos outros (e a nossa própria), lançou a frase: “Não canse quem te quer bem”. Diz ela que ouviu isso em algum lugar, mas enquanto não consegue lembrar a fonte, dou a ela a posse provisória desse achado.
Não canse quem te quer bem. Ah, se conseguíssemos manter sob controle nosso ímpeto de apoquentar. Mas não. Uns mais, outros menos, todos passam do limite na arte de encher os tubos. Ou contando uma história que não acaba nunca, ou pior: contando uma história que não acaba nunca cujos protagonistas ninguém jamais ouviu falar. Deveria ser crime inafiançável ficar contando longos casos sobre gente que não conhecemos e por quem não temos o menor interesse. Se for história de doença, então, cadeira elétrica.
Não canse quem te quer bem. Evite repetir sempre a mesma queixa. Desabafar com amigos, ok. Pedir conselho, ok também, é uma demonstração de carinho e confiança. Agora, ficar anos alugando os ouvidos alheios com as mesmas reclamações, dá licença. Troque o disco. Seus amigos gostam tanto de você, merecem saber que você é capaz de diversificar suas lamúrias.
Não canse quem te quer bem. Garçons foram treinados para te querer bem. Então não peça para trocar todos os ingredientes do risoto que você solicitou – escolha uma pizza e fim.
Seu namorado te quer muito bem. Não o obrigue a esperar pelos 20 vestidos que você vai experimentar antes de sair – pense antes no que vai usar. E discutir a relação, só uma vez por ano, se não houver outra saída.
Sua namorada também te quer muito bem. Não a amole pedindo para ela explicar de onde conhece aquele rapaz que cumprimentou na saída do cinema. Ciúme toda hora, por qualquer bobagem, é esgotante.
Não canse quem te quer bem. Não peça dinheiro emprestado pra quem vai ficar constrangido em negar. Não exija uma dedicatória especial só porque você é parente do autor do livro. E não exagere ao mostrar fotografias. Se o local que você visitou é realmente incrível, mostre três, quatro no máximo. Na verdade, fotografia a gente só mostra pra mãe e para aqueles que também aparecem na foto.
Não canse quem te quer bem. Não faça seus filhos demonstrarem dotes artísticos (cantar, dançar, tocar violão) na frente das visitas. Por amor a eles e pelas visitas.
Implicâncias quase sempre são demonstrações de afeto. Você não implica com quem te esnoba, apenas com quem possui laços fraternos. Se um amigo é barrigudo, será sobre a barriga dele que faremos piada. Se temos uma amiga que sempre chega atrasada, o atraso dela será brindado com sarcasmo. Se nosso filho é cabeludo, “quando é que tu vai cortar esse cabelo, garoto?” será a pergunta que faremos de segunda a domingo. Implicar é uma maneira de confirmar a intimidade. Mas os íntimos poderiam se elogiar, pra variar.
Não canse quem te quer bem.
Se não consegue resistir a dar uma chateada, seja mala com pessoas que não te conhecem.
Só esses poderão se afastar, cortar o assunto, te dar um chega pra lá.
Quem te quer bem vai te ouvir até o fim e ainda vai fazer de conta que está se divertindo.
Coitado.
Prive-o desse infortúnio.
Ele não tem culpa de gostar de você.”

* Existe isso???!!!

Anúncios

39 responses to this post.

  1. Nani, que gostoso ver você aqui no nosso cantinho do Óbvio. Fico muito feliz. Também fiquei feliz porque você conseguiu transformar a postagem em coisas muito boas para vocês. O objetivo maior do post era esse mesmo. Na maioria dos casais sempre ocorre isso com um ou outro e é muito fácil perceber e se ajustar com muito amor, não é?Volte sempre que puder por aqui e seja sempre feliz.Beijos

    Curtir

    Responder

  2. Dani, minhaquerida web-amiga. Concordo com você. É um modo de se conseguir harmonizar as companhias.bjuss

    Curtir

    Responder

  3. Manoel esse post eh perfeito! Primeiro post que leio no seu blog e ja me segurou! Vim retribuir a visita, e ja estou a te seguir. Este texto serve como um lembrete a mim mesma. Tenho mania de cansar meu marido com reclamacoes hahaha. Tadinho. Ateh que ele tem paciencia. Tem horas, que quando paro pra escutar as minhas proprias ladainhas, eu me dou conta de que ateh eu canso delas. Beijos

    Curtir

    Responder

  4. Olá querido web-amigo, Na minha opinião existe certas pessoas para cada especifica atividade… sabendo escolher quem vai nos acompanhar a determinado momento/loja/cinema… ai sim … bjuss

    Curtir

    Responder

  5. Beatriz, muito bom ter você aqui no nosso cantinho participando do nosso banco de idéias compartilhdas. Adorei o seu comentário e volte sempre que puder.Saudações

    Curtir

    Responder

  6. Bah, acho suas conclusões muito legais e concordo. "Ninguém se cansa de alguém que ama, tolera." Simples e objetiva.Kisu!

    Curtir

    Responder

  7. Olá,Estava no blog do Will e achei esse… Muito bom esse texto. Acredito que a carência das pessoas fazem com que poucos (os que nos querem bem) acabem recebendo tantas cargas…saudaçõeshttp://cartasaoavesso.blogspot.com.br

    Curtir

    Responder

  8. Acho que essa é a tendência das pessoas: cansar as que mais a amam. Todo mundo é um pouco assim. Também ninguém se cansa de alguém que ama, tolera.Kisu!

    Curtir

    Responder

  9. Vera Lúcia, kkkkk! A Martha consegue colocar na berlinda o que nós, muitas vezes, ficamos perdidos em cerimônias, não é? Ela é muito verdadeira.Boa madrugada prá nósGrande abraço

    Curtir

    Responder

  10. rsrsrsrs…Adorei, Manoel.Claro que existe. Tem cada mala sem alça… AFF!O pior é que eu acredito que todos nós, em algum momento, cansamos quem nos quer bem. Eu, por exemplo, tenho certeza de que de vez em quando cometo este pecadilho-rsrs. Ninguém merece!A Martha é ótima em suas crônicas.Abraço e boa noite.

    Curtir

    Responder

  11. Bell, não tem de que. Deus a abençoe muito.Um beijo no seu coração

    Curtir

    Responder

  12. Renata, tem pessoas que são excessivamente mimadas. Querem a taça só para elas. Então…Deus a abençoeBeijo no seu coração

    Curtir

    Responder

  13. Fabiana, que coisa boa ter você aqui no nosso cantinho do Óbvio. Seu comentário é sempre importante para nos ajudar a formar novas opiniões e, muitas vezes, grandes soluções.Apareça sempre que puderBeijos

    Curtir

    Responder

  14. Anita, sabe que você tem razão!? Se tudo fosse feito com um objetivo mais construtivo as reuniões seriam muito mais agradáveis.Beijão

    Curtir

    Responder

  15. Tina, adorei o seu comentário. Bateu bem com o meu modo de pensar. Tudo demais é sobra.

    Curtir

    Responder

  16. Alê, com isso a gente tem que ter muita paciência mesmo, né? Todo mundo diz que é fase. Que passa logo. Contudo, em vivendo o hoje, só nos resta encarar, kkk.Bjs

    Curtir

    Responder

  17. Rovênia, muito bem pensado, kkk! Filhos e fazer troca de bulas de remédios é um caso sério, rs…rs.Um grande abraço.

    Curtir

    Responder

  18. #*Marly Bastos*#, seu comentário lembra e ensina bastante a gente. Essa mania é desagradável e muitas vezes insuportável. Tenho amigos que quando vem chegando perto de nosso grupo reunido o pessoal já fala baixinho: Xiiii, já tá chegando o "má notícia". kkk. E é um tal de evitar as reclamações dele…Marly, você é um amor de pessoa.Doces beijos no seu coração

    Curtir

    Responder

  19. Cris, isso mesmo. Não existe coisa pior que isso num relacionamento.Lindo dia para você tambémBeijoMeu

    Curtir

    Responder

  20. Ana Paula, com certeza. Pegando a parte bem séria da postagem, esse procedimento, a mim chateia muito. Ou eu levo isso na brincadeira ou senão passo a ignorar a outra pessoa. Quando a gente briga é porque ainda está se importando, mas quando a gente ignora porque cansa demais ouvir e discutir com o outro, aí a coisa é séria.Beijo

    Curtir

    Responder

  21. ✿ chica, concordo com você.Abração

    Curtir

    Responder

  22. Obrigada pelo seu carinho no dia do meu niver =)

    Curtir

    Responder

  23. Esse texto me faz lembrar certos tipos de pessoas que so querem e mesmo a gente dando todo carinho e atencao nåo e o suficiente, isso cansa!!!Bjoss e fique com Deus

    Curtir

    Responder

  24. oiiii, esse texto da Martha Medeiros é incrível!! Muitas vezes fazemos isso mesmo, cansamos quem no quer bem!! Isso não faz sentido, não deveria ser assim. Mas o ser humano é um bicho muito complicado…Obrigada pela visita.Venha sempre que quiserumlivroedoisdedosdeprosa

    Curtir

    Responder

  25. Existe, ô se existe… heheGostei mais da parte "Mas os íntimos poderiam se elogiar, pra variar", isso faria uma enorme diferença nos almoços de domingo com a família e no natal.Sempre tem uma tia chata que diz "nossa como vc cresceu… vc era pequeninha assim ó, eu até troquei suas fraldas". :S toda a criança já usou fraldas, não é?! São coisas deste tipo que não precisam ser lembradas.Beijão

    Curtir

    Responder

  26. Existe, ô se existe heheE não tem aquela tia chata que vem sempre no natal e diz sempre a mesma coisa: "nossa como vc cresceu! Vc era pequeninha assim ó, eu até troquei suas fraldas". Precisa isso? Não né?! Toda a criança já usou fraldas.Muuito bom :DEnquanto lia gargalhava de rir… mas a parte mais importante do texto (pra mim) é "Mas os íntimos poderiam se elogiar, pra variar". Poxa vida, isso faria uma enorme diferença nos almoços de domingo com a família.

    Curtir

    Responder

  27. A cada dia mais e mais me encontro em sintonia com Martha Medeiros, seus textos, impressões, sentimentos, opiniões…Nessa crônica, que já havia lido, assino embaixo.Nada de confundir disponibilidade, simpatia, com muro de lamentações, excessos de palavras, gestos, profundidades e intimidades sem noção, sem medida, sem freio. Cansa, pega mal, faz mal.Relações amenas ou profundas são válidas quando sadias. Tudo demais, reza a sabedoria popular, é sobra.

    Curtir

    Responder

  28. Bom dia Manoel!!Ótimo texto!No momento que estou passando adorei ler: "Implicâncias quase sempre são demonstrações de afeto. Você não implica com quem te esnoba, apenas com quem possui laços fraternos". Só pra vc entender um pouco, tenho duas adolescentes incríveis e implicantes. Ai como elas me cansam!!! Rsrssrs!

    Curtir

    Responder

  29. Não resisti e voltei. Vc sabe que sou fã da Martha. Se existe isso? Existe, sim. E mãe sofre tanto… com as outras mães que exageram nas qualidades dos filhos! Tento me policiar para não fazer o mesmo. E as doenças? Como as pessoas gostam de falar sobre as doenças que tiveram… Ela tem toda a razão. Cansa demais! Um abraço!

    Curtir

    Responder

  30. Manoel, isso é uma verdade incontestável. Meu marido diz que detesta reuniões onde professores estejam reunidos, pois só falam de escola… E sabe que ele tem toda razão? a quem interessa os transtornos psicológicos de alunos que são nossos, ou da nota que o fulano de tal tirou na prova de português? São papos chatos mesmo pra quem não vive esse cotidiano. Eu quando notei isso que ele disse, procurei diversificar meus assuntos, expandir meus horizontes.Pior que temos a mania de cansar mesmo as pessoas com repetições vãs e histórias enorrrrrrmes! Ouço com paciência minha mãe que já é velha e às vezes conta a mesma história umas trocentas vezes, mas há quem diz logo:"vc ja me contou isso!" Adoro a Marta e seus textos leves, livres e soltos e que não cansa quem o lê.Obrigada por nos brindar com essa maravilha Manoel.bjks doces!

    Curtir

    Responder

  31. Lindo esse texto e bem oportuno.Acho que muitas vezes cansamos quem queremos bem! rs \o/Eu era muito implicante. Mas a maturidade vem me trazendo mais centralização e eu estou deixando de cansar as pessoas rsrsUm lindo dia para vc.Bêjo da Cris

    Curtir

    Responder

  32. E muitas vezes nem percebemos como apoquentamos a quem queremos bem…O texto da Martha tem um ar divertido para mandar o recado, mas acho que esse tipo de comportamento vai corroendo as relações lentamente. Uma ótima oportunidade para refletirmos!Bj

    Curtir

    Responder

  33. Maravilhosa Martha e seus textos que adoro! abração,chica

    Curtir

    Responder

  34. Marcilane, eita amiga muito querida mesmo. Hanram!Super bem colocado o seu comentário, acho legal esse seu ponto de vista.Estou com muitas saudades e agora menos correria. Acho que vai dar para colocarmos o papo em dia, kkk!Beijo no seu coração

    Curtir

    Responder

  35. O texto é ótimo Manoel. Essa demonstração de afeto existe sim e como existe! Conheço pessoas que implicam demais com os amigos… quem vê de longe acha que estão discutindo ou com raiva mesmo, mas na verdade é tudo implicância, depois de um tempo volta tudo ao normal. Gostei do ponto de vista da autora, ao falar sobre demonstrar afeto sem "encher o saco" do outro. Cansar quem queremos bem pode ser até uma demonstração de afeto, mas não cansar quem queremos bem é uma demonstração de afeto ainda maior. RsBeijos, saudades!

    Curtir

    Responder

  36. Mariana, os textos da Martha Medeiros são muito lidos. O estilo dela é esse que você ve na postagem. Quanto as fotos, acho que se você gosta, não há quem não possa compreender, não é?Beijos

    Curtir

    Responder

  37. Já havia lido esse texto manoel, rs… Achei legal, mas confesso que tem algumas coisas que não consigo evitar, uma delas é querer mostrar fotos para todos que chegam na minha casa ahahahahaha… Beijos

    Curtir

    Responder

  38. Rebeca, amiga querida. Que legal você ter gostado do texto. Eu também achei que dá uma bela reflexão a sua leitura.Beijo grandexoxo

    Curtir

    Responder

  39. Caraaaaca amigo Manoel!!!Que texto, hein? Vou passar pra todos os meus amados! Isso faz muito sentido, MUITO mesmo!N vale a pena cansar quem nos quer bem, né? Vamos devolver o amor com amor!Beijo grande, querido!!Rebecaxoxo

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: