CRÍTICA À SOCIEDADE

by Adriana Santos Trindade (Drica)


Tantos rostos
Tantos corpos
e poucas cabeças.

Tantos obstáculos
Tantos sonhos
e poucas esperanças…

Tantos homens deslumbrados
Tantos jovens obstinados
Tantos povos desorientados.

Vejo as expressões faciais
de um povo que sonha muito
e pouco pensa.

Vejo o estigma de uma sociedade
em que corpos se amontoam
obstinados em sobrepor seus obstáculos
e jovens que vislumbrando seus sonhos
atropelam-se sem esperanças de um porvir melhor.

É essa a nossa sociedade
que se intitula de comunidade
que se reveste com o verniz fosco
do egoísmo e do orgulho.
Ah! Que sociedade é essa
que mata os sonhos dos jovens
e sucumbe a esperança dos velhos?

* Que sociedade estamos criando???!!! 


Adriana Santos Trindade: aluna do sétimo período de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo da Universidade da Amazônia

Unama. Centro de Ciências Sociais e Aplicadas. 
Ilustração: Pierre Weird Pauselli é um ilustrador de Marselha,  na França.  O seu trabalho possui muitas obras, mas a maioria delas tem o foco em criticar a sociedade, através de imagens simbólicas e metáforas.
Anúncios

20 responses to this post.

  1. Já perdi fé há muito tempo no tipo de sociedade que estamos criando, sabe? As pessoas simplesmente esquecem os valores mais básicos para se conviver em sociedade e acaba essa indiferença toda com o próximo.Kisu!

    Curtir

    Responder

  2. AnaVi, cheguei à conclusão que a gente nasce na época certa. Somos necessários no mundo agora. Estamos de acordo com os planos de Deus. Muitas vezes nos sentimos deslocados porque Deus precisa de contestações para mostrar tudo que ele coloca a nossa disposição. Muitas dúvidas, perguntas ou interferências nossas, servem para provocar mentes pensantes e consequentemente novos conhecimentos e novas soluções. A melhor época é questão de ponto de vista.Por exemplo, se alguém me pergunta da época em que eu viví em Juiz de Fora, eu vou dizer que foi a melhor época que o mundo já viveu. Porque eu estava bem empregado, fiz grandes amigos, fui muito bem tratado,…, então se eu falar sem pensar, vou sair gritando aos 4 cantos do mundo que Juiz de Fora é a melhor cidade do mundo e que naquela época tudo era melhor, entendeu? Claro que para mim particularmente foi muito bom, mas isso é saudosísmo, né?Por conseguinte me convencí que Jesus Cristo é que está certo. A melhor época é o agora (viva o hoje!) e nós estamos aqui para melhorar as coisas conforme nossas capacidades e dons. Não sei se me fiz entender ou se me perdi na escrita. Enfim…Beijos no coração da amiga carioca do brejo.

    Curtir

    Responder

  3. Anne, você é um amor de pessoa. Foi bom você voltar porque faltou eu colocar uma indicação no início do blog. Obrigado por seu carinho.bjs

    Curtir

    Responder

  4. ManoelEste é um texto bastante reflexivo.Por vezes me faço essas indagações e me pergunto se eu não deveria ter nascido em outra época.Mas não sei se tudo seria tão melhor quanto eu penso.Abraço.Anavi

    Curtir

    Responder

  5. Puxa Manoel,vim correndo lhe agradecer!Colocar a minha vakinha por aqui me deixa muito feliz,obrigada!bjs,

    Curtir

    Responder

  6. Anne, gostei da sua interpretação. É uma sacudidela mesmo!bjs

    Curtir

    Responder

  7. Manoel,muito linda essa poesia da Adriana!Um alerta,uma sacudidela na nossa alma e de toda sociedade!bjs

    Curtir

    Responder

  8. Chica, sabe que você está coberta de razão?Um abraçãoManoel

    Curtir

    Responder

  9. Manoel. escolheste muito bem pra trazer aqui. Questionamos-nos todos os dias, mas temos que fazer sempre a nossas parte, iniciando pelo núcleo mais perto de nós, casa, família e depois para fora. abração,chica

    Curtir

    Responder

  10. Vanessa, obrigado pelo seu carinho.Sobre o poema, concordo com você. O pior é que temos que descobrir o que fazer.Beijos

    Curtir

    Responder

  11. Ai, o blog tá lindo! Parabéns! (…)Adorei o poema. Infelizmente feito de verdade pura! A sociedade ao invés de melhorar só piora… O que fazer? :\Beijoshttp://oiflordeliz.blogspot.com.br

    Curtir

    Responder

  12. , é complicado mesmo. Temos que interagir para , juntos, encontrarmos algumas saidas para dias melhores.bjs

    Curtir

    Responder

  13. Adriana, aprendi a fazer esse layout com a minha amiga Mollie, que por incrível que pareça deve ter mais ou menos 12 anos de idade e sabe muito de HTML na informática. Ela, embora não admita é um genio. O blog dela é:http://imfuckingazombie.blogspot.com.br/Muito criativo.Quanto ao texto, concordo com você. Mostra bem os nossos desânimos.Beijos

    Curtir

    Responder

  14. Sissym, você é muito especial. Um amor de pessoa.Beijo no seu coração.

    Curtir

    Responder

  15. Manoel, me pergunto isso todos os dias… Onde vamos parar, hein?ótimo textobjsGê

    Curtir

    Responder

  16. Amei o novo layout! Está lindo. E que verso profundo esse. Descreve nossa sociedade com os nossos desânimos… :(BeijosAdriana

    Curtir

    Responder

  17. Estimado amigo,Vim deixar um beijo de boa noite.Desculpa, estou meio ausente, por estar com pouco tempo.

    Curtir

    Responder

  18. ÁgoraÁgora era a praça principal na constituição da pólis, a cidade grega da Antiguidade clássica. Normalmente era um espaço livre de edificações, onde os cidadãos costumavam ir, configuradas pela presença de mercados e feiras livres em seus limites, assim como por edifícios de caráter público. Enquanto elemento de constituição do espaço urbano, a ágora manifesta-se como a expressão máxima da esfera pública na urbanística grega, sendo o espaço público por excelência. É nela que o cidadão grego convive com o outro para comprar coisas nas feiras, onde ocorrem as discussões políticas e os tribunais populares: é, portanto, o espaço da cidadania. Por este motivo, a ágora (assim como o pnyx, o espaço de realização das eclesias) era considerada um símbolo da democracia direta, e, em especial, da democracia ateniense, na qual todos os cidadãos tinham igual voz e direito a voto. A de Atenas, por este motivo, também é a mais conhecida de todas as ágoras nas pólis da antiguidade. Nas ágoras estavam presentes em maioria os aqueus, que se destacavam pela habilidade comercial e de mercado.Fonte de esclarecimento

    Curtir

    Responder

  19. Rovênia, sua idéia sobre a ÁGORA é muito interessante. É urgente o pensar entre nós. Adorei o seu comentário.Um abração

    Curtir

    Responder

  20. Difícil responder. Estamos todos sempre com pressa e sem tempo para pensar. Que tal criar uma ágora, como nos bons tempos em que os gregos aprendiam a ouvir e a pensar? Precisamos de mais calma para começar a devolver sonhos aos que chegam para nos substituir.:) Que ilustrador bacana!

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

Sacudindo as ideias

Exercícios literários, escrita solta, pensamentos...

%d blogueiros gostam disto: