ELOGIOS


Entre os babembas, tribo da África do Sul, se uma pessoa age de forma irresponsável ou injusta, ela é colocada no centro da vila, sozinha e solta.

Todo trabalho cessa na comunidade e todos os membros da tribo – homem, mulher, criança – se juntam num grande círculo ao redor do acusado. A seguir, cada um da tribo fala com ele, um por vez, relembrando as boas coisas que a tal pessoa tenha feito na vida. Qualquer incidente ou experiência que possam ser lembrados com algum detalhe e precisão são relatados. Todos os seus atributos positivos, suas boas ações, sua força de vontade e generosidade são declaradas cuidadosa e minuciosamente.

Muitas vezes, essa cerimônia tribal dura vários dias. Ao final, o círculo tribal é quebrado e dá lugar a uma celebração de júbilo, e a pessoa, simbólica e literalmente, é recebida, com boas-vindas, de volta à tribo.

Como nós, que nos julgamos evoluídos, precisamos aprender para chegarmos ao nível dessa tribo!

É urgente que aprendamos a praticar atitudes curadoras.

Ninguém deve ser condenado. Ninguém faz o mal porque ama o mal. As pessoas erram porque são limitadas, fracas, inseguras.

Muitos dos nossos erros são reações ao mal que nos fizeram. A compreensão, corretamente manifesta, é um excelente instrumento de cura e restauração.

O grande segredo dessa tribo é hoje uma das verdades essenciais no processo educacional, tanto escolar como familiar.

Sem uma palavra de elogio, ninguém tem forças para mudar um comportamento ou corrigir uma atitude.

Quando uma pessoa comete um erro, nada a condena mais do que sua própria consciência. O mais difícil é perdoar-se, aceitar-se e redimensionar sua caminhada. As críticas não ajudarão em nada se não forem precedidas de um elogio sincero, honesto, maduro e equilibrado. A crítica pela crítica gera frustração, decepção, desânimo e tristeza. O elogio, quando verdadeiro, injeta o ânimo necessário para que possa refazer a vida.

Acho que essa deveria ser a maior função de uma família e de uma comunidade: ressaltar os valores! Das críticas e acusações, a sociedade já se encarrega. Existem pessoas especializadas nesse ministério encardido. Mas muitos santos, seguindo a pedagogia de Jesus, especialmente em seus gestos curadores, aprenderam e praticaram o elogio como arma poderosa de cura e restauração.

O elogio não pode ser confundido com a bajulação. Elogiar é ressaltar as qualidades individuais. O elogio precisa coincidir com aquilo que a pessoa já sabe que tem e que está escondido sob a manta do erro. Não adianta querer inventar uma qualidade para elogiar. Nesse caso, esse alguém logo se percebe enganado e fecha-se ainda mais no erro. O elogio será uma linda gota de cura interior quando refletir um valor da pessoa e reanimá-la a retomar esse valor. O elogio é uma palavra de esperança ativa, concreta, possível, realizável.

Infelizmente, essa é uma prática tão remota em nosso meio que, muitas vezes, temos medo do elogio. Quando alguém enaltece a nós ou a nosso trabalho, ficamos com um pé atrás, achando que, depois dele, certamente virá um pedido de ajuda. Por isso, como atitude curadora, o elogio jamais deverá ser acompanhado de um pedido de favor. Unir os dois é sacrificar um deles. Agora, quando se precisa, verdadeiramente, de ajuda, primeiro deve-se fazer o pedido e, então, uni-lo ao louvor, para que a pessoa elogiada se sinta determinada a ajudar. Nesse caso, a exaltação é só uma referência a um valor que o indivíduo tem, do qual você está realmente necessitado.

* Deu para perceber a importância de se valorizar uma pessoa???!!!
Anúncios

26 responses to this post.

  1. Rebeca, muito bom o seu comentário. O objetivo da postagem foi ressaltar isso que você cita. E o importante é:"que uma crítica realista pode ser usada com a mesma utilidade de um elogio." Só depende do nível de quem recebe a crítica, para entender isso.Obrigado pelo seu carinho. Você é um amor de pessoa.Beijãoxoxo

    Curtir

    Responder

  2. Vera Lúcia, é um grande exemplo para nós mesmo. Por pior que a pessoa esteja, sempre pode ter muitas coisas boas para serem destacadas com elogios. É um carinho que renova a gente, não é?Um abraço

    Curtir

    Responder

  3. Querido Manô, esse foi um dos melhores textos postados até hoje! Acompanho o seu blog a pouco tempo, mas estou impressionada com a veracidade em cada detalhe desse texto.Amigo, um elogio na hora certa pode mudar a vida de alguém.Ando reparando que muita gente gosta de elogiar pessoas sem necessidade ou sem razão. Nesse mundo da blogosfera ou do facebook o povo escreve o que quer e é elogiado. As coisas não são bem assim. Por isso acredito que uma crítica realista pode ser usada com a mesma utilidade de um elogio.Concordo plenamente que o pedido de favor logo após o elogio não deve ser feito. É importante elogiar sem pedir nada em troca! :)Você é o cara!Beijão,Rebecaxoxo

    Curtir

    Responder

  4. Olá Manoel,Interessante o cerimonial desta tribo. Um exemplo para nós.A terapia do elogio funciona mesmo. É importante para renovar o ânimo, motivar, acarinhar e levantar o moral. Muito válido o aspecto ressaltado pelo Pe. Léo, no sentido de que o elogio deve partir de qualidades que a pessoa realmente possui e que somente estão adormecidas.Excelente!Abraço.

    Curtir

    Responder

  5. Carla, que interessante isso. De fato o carinho está em falta mesmo. Estamos escravizados por regras e manuais. Tudo que é feito com muito carinho faz bem a quem dá e a quem recebe.Abraço!

    Curtir

    Responder

  6. Adriana, você tem razão. Quando alguém elogia a gente, já ficamos com o pé atrás, kkk! Eu agora estou tentando me acostumar a escutar elogios. Em princípio eu fico também com vergonha, mas sinto que tenho que encarar isso com naturalidade porque estarei colaborando para que isso se torne uma prática saudável.Por exemplo, eu acho que você tem um sorriso super bonito. É verdadeiro isso e pelo tempo que nos conhecemos você sabe que não é bajulação nem "cantada". Eu acho bonito mesmo e tem outras coisas que também admiro.Beijos

    Curtir

    Responder

  7. Anne, verdade mesmo. Quando eu fazia faculdade dei aulas em cursinho e terceiro colegial (da época). No cursinho o pessoal era mais motivado, mas no colegial era um sufoco e eu dava aulas de física e química. Eu passei a sentir dó dos alunos pela falta de interesse deles, pensando o que fariam num vestibular. Então, intuitivamente passei a procurar os bons resultados da classe por meio de trabalhos e elogiava os progressos dos alunos. Ah! No final do ano o pessoal estava afiado e conseguimos manter uma relação de amizade muito boa.bjs

    Curtir

    Responder

  8. Vanessa, seu comentário serve como um depoimento. Este ato é bem gratificante, não é?Um abraço com carinhoEutimia

    Curtir

    Responder

  9. Ana, concordo com você. Deveria mesmo. Gostei da tirada do trecho entre aspas, rs…rs.Adoro seus comentários, Ana. Muito inteligentes.Um abraço

    Curtir

    Responder

  10. Rovênia, que bom que você gostou. De fato é uma ação construtiva que recupera os nossos erros. A repressão geralmente nos leva a uma reação sempre destrutiva.Um abraço para você também, Rovênia.:)

    Curtir

    Responder

  11. Lucia, amiga querida do coração! Nem acredito que você está por aqui. Estava morrendo de saudades de você. Ganhei o meu dia hoje.Beijo com queijo (rs…rs)

    Curtir

    Responder

  12. Manoel querido amigoEstou aos poucos voltando.AMEI o texto e vou compartilhar em família.Beijo e meu carinho saudoso

    Curtir

    Responder

  13. Tina, não tenho a menor dúvida disso. Também acho!Abraços

    Curtir

    Responder

  14. Ana Paula, seu comentário representa a reação normal de qualquer pessoa de bem.Vamos tentar aplicar a filosofia de vida dos babembas. Vai melhorar muito!Beijo

    Curtir

    Responder

  15. Bah, você colocou bem essa situação. Com a praticidade do nosso moderno dia a dia ninguém dá carinho pra ninguém. A não ser que tenha muito interesse em paralelo.Kisu!

    Curtir

    Responder

  16. ✿ chica, é isso mesmo. Triste realidade e acho até que é um mal que corre o mundo. Adoramos julgar os outros. Primeiro prende, depois apura a culpabilidade.abração

    Curtir

    Responder

  17. Texto interessante! Segundo pesquisas recentes, até os elogios que nós sabemos ser falsos nos fazem bem. Talvez o que conte não seja a sinceridade ou a veracidade, mas a intenção carinhosa de quem elogia. Abraço!

    Curtir

    Responder

  18. Manoel,É mesmo uma realidade que os elogios estão se extinguindo no convivio dos seres humanos. E quando há um elogio a gente logo desconfia, acha falsidade e desdenha logo. As pessoas tem até medo de elogiar o outro. As vezes por inveja do outro e em elogia-lo acabam engrandecendo a pessoa mais ainda. Aí preferem derrubar, dar uma rasteira e critica-los. Uma pena, pois como é importante um elogio verdadeiro. Saber que somos admirados, adorados. Eu não costumo escutar elogios, e quando escuto fico até com vergonha. Como pode, né? Falta de costume!Beijos e amei o textoAdriana

    Curtir

    Responder

  19. Excelente texto e grande verdade!Se temos um aluno super dificil de controlar já testei e sei que o elogio o faz mudar completamente.Adorei o post!bjs,

    Curtir

    Responder

  20. Oi Manoel, tudo bem?Sou uma pessoa que pratico o poder do elogio. Sem hipocrisia ou sem pedidos de favor após. Faz um bem danado para ambas as partes. Mas te confesso que é tão natural elogiar para receber favor e realmente unir os dois é sacrificar um deles. Pena que nem todos tem este aprendizado. E como sempre… Mais um belo post!Grande abraço e eutimia

    Curtir

    Responder

  21. Excelente! Esta prática deveria fazer parte da nossa 'sociedade evoluída!'

    Curtir

    Responder

  22. O texto está lindo e tenho que te elogiar e agradecer pelo achado. Amei e concordo em número, gênero e grau. O elogio certo a quem cometeu um equívoco, mas tem alma boa, é o uso da inteligência. Precisamos mesmo fazer mais uso da sabedoria. Mas fico imaginando quantos políticos teríamos de enviar para a Praça dos Três Poderes… Será que o povo teria como resgatar uma consciência dessa gente? 🙂 Um abraço para você, Manoel.

    Curtir

    Responder

  23. Ouvir ou saber de parte da história e das histórias de Pe Léo já é entender sobre valorizar pessoas, sobre pessoas anjos, sobre valores.

    Curtir

    Responder

  24. Quando comecei a ler o texto imaginei que "aquela pessoa" ficaria ali no centro com todos em volta atirando as piores palavras… acho que isso tem acontecido muito na nosso meio. Que grata surpresa! Elogios e que podem durar dias!Como bem ressalta o texto, não é mera bajulação, é ir buscar o que há de bom ali dentro da pessoa. Todos temos algo bom.Gostei muito de aprender com esta tribo. Obrigada Manoel por nos apresentar os babembas. Beijo

    Curtir

    Responder

  25. Olha meu querido, ressaltar os valores dos filhos é a diferença qe faz na vida de muitas pessoas. Os pais tendem a criarem seus filhos de forma contrária (no caso da infância ter sido ruim) e da mesma (se foi positiva) e esquecem que cada ser humano é diferente. O que pode funcionar com vc, pode não funcionar com o seu filho, mesmo sendo do mesmo sangue. Os genes podem estar ali, mas a personalidade dela é única. Acho que esse é o maior desafio dos pais, saber identificar o potencial de seu filho e incentivá-lo. Muitos pais de 2 ou mais filhos e ainda mais de idades próximas tendem a comparar um ao outro, o que acho absolutamente errado. Criação desse tipo pode traumatizar uma criança e fazer a vida adulta dela um inferno. Conheço um montão de gente assim.Kisu!

    Curtir

    Responder

  26. Puxa, não sabia dessa prática por lá!Aqui, só acusamos e se a pessoa está na "roda" parece que mais e mais pra baixo a colocamos…abração,chica

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: