OS ANOS SÃO DEGRAUS

by Fernanda de Castro


Os anos são degraus, a Vida a escada.
Longa ou curta, só Deus pode medi-la.
E a Porta, a grande Porta desejada,
só Deus pode fechá-la,
pode abri-la.

São vários os degraus; alguns sombrios,
outros ao sol, na plena luz dos astros,
com asas de anjos, harpas celestiais.
Alguns, quilhas e mastros
nas mãos dos vendavais.

Mas tudo são degraus; tudo é fugir
à humana condição.
Degrau após degrau,
tudo é lenta ascensão.

Senhor, como é possível a descrença,
imaginar, sequer, que ao fim da Estrada,
se encontre após esta ansiedade imensa
uma porta fechada
e mais nada?

Maria Fernanda Teles de Castro e Quadros Ferro, escritora portuguesa – 1900 // 1994.
Anúncios

32 responses to this post.

  1. Tina, fico muito feliz por você ter gostado 🙂

    Curtir

    Responder

  2. Muito legal!Bonitas, reflexivas, poéticas palavras 🙂

    Curtir

    Responder

  3. Anne, Obrigado pelo carinho de sua atenção. Uma boa semana para voce também.bjs

    Curtir

    Responder

  4. Passei por aqui pra agradecer sua visita e comentario em meus blogs tb!Boa semana!

    Curtir

    Responder

  5. Aline, sempre que puder passarei por lá. Obrigado pelo carinho de sua atenção.Beijos

    Curtir

    Responder

  6. Passando para agradecer a sua visita. Volte sempre! Beijos.

    Curtir

    Responder

  7. João, fico muito feliz por sua presença e comentário por aquí. Sempre que puder, volte.Felicidades para você tambémUm abraço

    Curtir

    Responder

  8. Sissym, bem bonitinho o seu comentário. Poético, real e com bastante opções de escalar os degraus. Também gostei.Beijos

    Curtir

    Responder

  9. Muito, muito bonito e real.felicidades!

    Curtir

    Responder

  10. Manoel,É mesmo. Interesssante comparação poetica.Tem gente que sobe, cresce, evolui. Há quem desça e outras que caem. Rolam. Pode-se pular de 2 em 2 degraus, tambem tropeçar.A vida é assim mesmo.Gostei.Beijos

    Curtir

    Responder

  11. Geiza e Serena Maria, minhas amigas do coração! Muito real a sua postagem. É bem assim mesmo. Que Jesus nos acompanhe, né?!Beijo nos dois coraçõezinhos queridos.

    Curtir

    Responder

  12. Mollie, minha querida amiguinha de criatividade genial. Que bom que você gostou da poesia. Claro que vou seguir. Já, já, passo por lá!

    Curtir

    Responder

  13. VERINHA, muito gostoso ler o seu comentário. Obrigado por seu carinho.Beijos

    Curtir

    Responder

  14. Manoel… se pudéssemos viajar no tempo… cruzar as lacunas dos anos… "os últimos suspiros" nos assustaria e ensinaria muito né.Tem dias que ando como se o peso do mundo estivesse nas costas, nos pés… mas no último suspiro, tudo isto NADA mais é.O que foi feito foi… e nada mais se pode fazer que não implorar a Deus nosso Perdão.Mas tem dias que vivemos com uma leveza tão boa… vendo pessoas idosas aproveitarem a vida e nos olharem com ternura no turbilhão que somos nós, me desconcerta.E que o Tempo seja isto… passe e nos ensine… pra chegarmos no finalzinho dele, mais leves e sábios… com a consciência esperançosa. Ao menos isto… diante do Desconhecido.Que Jesus nos acompanhe né?! Bjs! Geiza e Serena Maria.

    Curtir

    Responder

  15. Linda poesia, adorei! É preciso acreditar em Deus, mesmo parecendo tudo difícil.Beijocas, I'm Fucking a Zombie | @pfvrsah (instagram)Segue, por favor? explosion-avatars.tumblr.com

    Curtir

    Responder

  16. Olá Manoel, tudo bem?Lindo poema, uma comparação bem interessante, a vida e seus degraus. Eu subiria com calma, admirando a vida e a paisagem.Obrigada pela sua linda visita.Uma boa semana amigo.Beijos.

    Curtir

    Responder

  17. Anne, é assim mesmo que temos que pensar e agir. Sem portas fechadas!bjs

    Curtir

    Responder

  18. Rovênia, o importante é viver bem "light", sem prejudicar e julgar ninguém, respeitar para ser respeitado e aplicar o Amai-vos uns aos outros. Mas não é o amor carnal e sim o amor incondicional. Feito isso, não haverá portas fechadas para nós, não é mesmo?Beijos, amiga!

    Curtir

    Responder

  19. É porque no final não existe porta fechada!…rss…linda poesia e reflexão!bjs e boa semana pra vc,Manoel!

    Curtir

    Responder

  20. No final da estrada, após a ansiedade toda, a porta está fechada. Se chegarmos lá com o dever cumprido, a gente pode bater e entrar. Se for o contrário, não vai nem adiantar bater. Se para descer e recomeçar… Cada degrau é importante! Beijos, amigo!

    Curtir

    Responder

  21. Dani, minha querida web-amiga. Saudades de você! Com certeza, que os planos de Deus sejam os nossos.Uma maravilhosa semana para você também.bjuss

    Curtir

    Responder

  22. Joy, que bom que você gostou. Gostei muito do seu comentário. Como sempre, é fundamental que Deus esteja no controle.Xero!

    Curtir

    Responder

  23. Ola, querido web-amigo, E que os planos de Deus seja os nossos também.Uma otima semana pra vc bjuss

    Curtir

    Responder

  24. Que poema lindo! Cada degrau uma história, um aprendizado. O importante é que Deus está no controle de tudo.Xero!

    Curtir

    Responder

  25. Bah, portas foram feitas para serem abertas e muitas vezes, por segurança, fechadas. (rs…rs!).Kisu!

    Curtir

    Responder

  26. Larissa, muito legal seu comentário. Gostei muito de você ter vindo aqui e também das dicas dos blogs criativos.

    Curtir

    Responder

  27. Portas foram feitas para serem abertas :)Kisu!

    Curtir

    Responder

  28. Ótima poesia, realmente só Deus sabe o que pode acontecer agora ou amanhã!Beijos, linda poesiablogandoseuassunto.blogspot.com.br/be–different.blogspot.com.br/umasimplespatricinha.blogspot.com.br/blog-sapatinho-de-cristal.blogspot.com.br/

    Curtir

    Responder

  29. Aline, concordo com você.Gostei muito por ve-la aqui participando do nosso cantinho. Volte sempre que puder.Beijos

    Curtir

    Responder

  30. ✿ chica, Deus é que sabe o tamanho da nossa escada, não é?Um abração

    Curtir

    Responder

  31. Bonito poema. É preciso acreditar em Deus, mesmo tudo parecendo difícil. A concretização da fé é questão de tempo. Beijos.

    Curtir

    Responder

  32. Maravilhosa poesia. E se anos são degraus, estou quaaaaaaaaase no fim do 7º entre 10 andares,rs…abração,chica

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

© Célia Moura

Biografia, Poesia, Pensamentos, Prosa Poética, Obras Publicadas, Projectos Literários

Relatos desde mi ventana

Sentimientos, emociones y reflexiones

Violeta López

violetalc01@gmail.com

Deixe escapar a emoção

Fabiana Oliveira

Tatyanna Gois

little ginger girl

Bastidores da Escrita

escritores rumo à publicação

Oh kah

por Verônika Leicam

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Vovente by: Jessica Pereira

Um pedaço do meu coração está em você.

seismaisdois

um blog sobre tudo feito por alguém que não sabe nada

EscreViver

"Eu escrevo para os outros existirem", José Luís Peixoto

Dezassete

A felicidade passa por aqui

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

%d blogueiros gostam disto: