APRENDENDO A VIVER COM A SIMPLICIDADE DAS CRIANÇAS


      Vivemos em um mundo de intensas dores e ansiedades. Contudo, isso não significa que devemos deixar tudo isso ditar as regras sobre nossa existência. Pelo contrário, precisamos a tudo isso reagir submetendo nossa vida a uma outra lógica, que não nos deixará ser totalmente engolidos por essa enorme onda de agitação e ansiedade.

O ser humano é, no reino da vida, o único ser dotado de pensamento (razão). Ele é o único capaz de não se permitir determinar pelo meio em que vive e pelos seus instintos. Assim, pode construir uma realidade nova e melhor, que mais eficazmente corresponda à sua autêntica realização.

O ser humano não é uma massa de manobra que será sempre escrava do tempo e de suas frágeis tendências. Não. Ele é muito mais e foi criado para ir mais longe, pois possui a “dinâmica força da vida” dentro de si.

Não será possível uma vida sem tensões e sofrimentos, sobre isso já falamos. Mas como gerir esses sofrimentos e tensões tão comuns em nossa vida?

Aqui, não me sinto autorizado a despejar sobre você receitas (ou frases) prontas. Ao contrário, desejo apenas propor caminhos que lhe possibilitem pensar e, posteriormente, encontrar ferramentas que o auxiliem neste processo.

Gosto de contemplar o jeito como as crianças percebem a vida e as dificuldades nela presentes. Para elas, as coisas são simples e descomplicadas, e quase sempre elas acabam encontrando soluções fáceis e bem humoradas para cada tensão que encontram. Elas não possuem a pretensão de querer reter, instantaneamente, a felicidade debaixo dos braços, mas a buscam experimentar em pequenas porções, e a partir de cada pequena coisa que a existência lhes proporciona.

No universo delas, a felicidade está em pequenos gestos: em uma partida de futebol com os amigos, em uma brincadeira na rua ou em uma refeição cheia de comidas gostosas etc. Enfim, elas conseguem viver bem cada momento, sendo inteiras (e felizes) em cada fragmento.

Com elas podemos aprender algo?

Acredito que aprender a viver com simplicidade sem complicar os fatos, lutando para separar cada coisa e as experienciando uma de cada vez é um concreto caminho para uma boa gerência das cotidianas tensões (um concreto caminho para a maturidade).

Percebo que uma boa e diária dose de paciência revestida de otimismo, diante de nossa vida e de seus muitos desafios, nos possibilitará bem lidarmos com dores e frustrações, ensinando-nos a não nos desesperarmos diante das momentâneas derrotas que o dia a dia nos apresentará.
* (Extraído do livro “Construindo a felicidade”)
Anúncios

43 responses to this post.

  1. Olá Manoel,belo post, essa simplicidade me encanta, na criança tudo é verdadeiro, acho que se todos nós tivesse-mos um pouquinho dessa simplicidade no mundo teria mais amor !Manoel, obrigada pela visita em meu blog, seja bem vindo !Fiquei encantada com o seu blog, parabéns !Estou seguindoBjs e uma boa noite !

    Curtir

    Responder

  2. Obrigado por sua presença e comentário por aqui. Volte sempre que puder.Um grande abraço

    Curtir

    Responder

  3. Muitas verdades para refletir em um so texto.Muitos pensamentos dos quais compartilho inteiramente.Amo ver a forma pratica como as criançasdão soluções pras coisas complexas.Quero frisar essa maravilha de frase:(…)sendo inteiras (e felizes) em cada fragmento.(…)Perfeito.BjinsCatiaho Alc./Reflexo d'Alma

    Curtir

    Responder

  4. Mandy, sou seu fã. Não mude nada não. Seus tutoriais e layouts são muito bem aplicados.bjoss

    Curtir

    Responder

  5. Obrigada pela força Manoel ;3

    Curtir

    Responder

  6. Michele, quando você expõe seu pensamento escrito, você destrincha com a maior facilidade e com muita inteligência o assunto. É muito gostoso ler o que você escreve, amiga "mineirinha itinerante".Faz 5 anos que nos conhecemos e você, quando muda, muda sempre para melhor.Eita amiga fôfa!Bjs

    Curtir

    Responder

  7. Carol, kkk! Já pensou…perder a identidade?!Tudo que envolve muita burocracia sem a devida necessidade dá preguiça na gente.Nós só aprendemos com a pureza das criançasUma semana bem feliz para você tambémAbração:)

    Curtir

    Responder

  8. VERINHA, você é a criatura mais fofinha que eu conheço. Obrigado por sua atenção e carinho. Deus a abençoe muito e continuemos MEIO DESLIGADOS porque é o melhor meio de nos aproximarmos da nossa criança interior.Uma linda semana para você tambémBeijos

    Curtir

    Responder

  9. Gabi, o coisa boa ver você por aqui. Você é um amor de pessoa. Obrigado pelo seu carinho. Fui lá ver o seu Pudim… e adorei. Já o estou seguindo. Você escreve muito bem.Um abraço

    Curtir

    Responder

  10. Aline, podemos e devemos recuperá-la. Vai fazer bem para a gente e para o mundo todo!Beijos

    Curtir

    Responder

  11. Lani, tempos atrás eu mexendo no layout do meu blog tirei um backup dele. Experimentei um monte de outras opções e quando fui restaurar o backup, ele se corrompeu. Então perdi tudo do blog. Acabei começando de novo e vez por outra encontro pessoas que já me seguiam e eu as seguia. Apenas perdemos o contato e isso é muito bom. Vamos nos ver sempre, agora.Abraços

    Curtir

    Responder

  12. Lani, gostei muito do seu comentário. Tudo seria melhor mesmo.Abraços

    Curtir

    Responder

  13. Adriana, nesse ponto você está correta, mas as crianças absorvem esses problemas porque muitas vezes os pais parecem ser mais crianças que elas.Certos problemas a criança não tem estrutura para resolver. Então temos que inteligentemente poupá-las disso.Beijos

    Curtir

    Responder

  14. Inaie, voce disse certo. Seria algo mágico mesmo.Um abraço grande

    Curtir

    Responder

  15. Rovênia, é isso mesmo. Essa interatividade é faz muito bem.Uma boa semana para você também. 🙂

    Curtir

    Responder

  16. Camila, com certeza. Até acho que tem a ver com o nome mal ícia.Beijão

    Curtir

    Responder

  17. Priscila, com certeza. Sentimos necessidade de enxergar o mundo de maneira mais leve. Fomos criados para sermos felizes, não é?Beijos

    Curtir

    Responder

  18. "toda vez que o adulto balança o menino me dá a mão! e me fala de coisas bonitas que eu acredito que não deixarão de existir:Amizade, palavra, respeito, caráter, bondade, alegria e amorPois não posso, não devo, não quero viver como toda essa gente insiste em viverE não posso aceitar sossegado qualquer sacanagem ser coisa normal"Palavras do Milton e Fernando!!Quando a gente descobrir que felicidade é um jeito de andar e não a chegada, a tensão vai se diluir em nós.Quando falam da pureza das crianças, falam de uma coisa intacta ainda, um recomeço, uma página em branco, sem medos inventados e com uma fé muito grande na vida.Se isso se corrompe, talvez seja o adulto baixando arquivos demais.MAs é isso, para ser grande, sê inteiro. E para ser inteiro, deixe que a criança venha. Foi o que o Mestre falou! …pois delas é o reino dos céus!

    Curtir

    Responder

  19. Manoel,morri de rir com o seu comentário.Pode ficar tranquilo que a identidade que eu perdi foi o documento. Inclusive essa semana tenho que providenciar outra. Tirar foto 3×4… não sei você, mas morro de preguiça disso tudo.Acho que por isso sou tão apaixonada pelas crianças. Nós temos muito o que aprender com elas. Mais do que elas conosco.Uma semana bem feliz para você! :)Abraços,CarolUm blog simplesFacebook

    Curtir

    Responder

  20. Olá ManoelAmigo fiquei super feliz com seu comentário, obrigada pelo carinho e palavras tão carinhosas. Gosto muito de seu blog também de coração. Que bom saber que temos algumas coisas em comum, o desejo de viajar sem destino ainda não pude concretizar, sempre vamos de carro daqui do Pará a Santa catarina, viajem com destino. Imagino que deve ser uma delicia pegar a estrada e não ter nada programado onde parar fico..rsrsrsrDesligado você com certeza temos isso em comum, sou super desligada também.Agradeço pela visita e votos por este dia e agradeço por sua linda amizade.Amei este post,Criança é tudo de bom, é uma delicia conversar com elas, o papo é bem mais interessante do que as vezes conversar com um adulto. Ela nos traz energia e acredita em nosso potencial em cuidá-las e nos cuidam também. Deu até saudades de ter uma em casa, a filhinha já vai para os 18 anos, afff como elas ousam crescer…rsUma linda semana. Beijos.

    Curtir

    Responder

  21. Olá Manoel, estou aqui para agradecer seu comentário no texto que a mamãe postou no blog dela. Sou a Gabi filha da Verinha. Fiquei muito feliz de coração!

    Curtir

    Responder

  22. "Para elas, as coisas são simples e descomplicadas, e quase sempre elas acabam encontrando soluções fáceis e bem humoradas para cada tensão que encontram." Isso é fundamental, mas infelizmente nós adultos adoramos fazer ao contrário. Não simplificamos. Só complicamos. Solução fácil e bem humorada? Affy. O triste é saber que um dia tivemos essa sabedoria e deixamos pelo caminho. MAS podemos recuperá-la, certo? Beijos.

    Curtir

    Responder

  23. OI MANOEL!APENAS PARA TE DIZER QUE FUI ME COLOCAR TUA SEGUIDORA E ABRINDO TEU BLOCO QUE VI QUE JÁ O SOU A MUITO TEMPO.ABRÇShttp://zilanicelia.blogspot.com.br/

    Curtir

    Responder

  24. OI MANOEL!TE VI NO BLOG DA SISSYM E QUIZ VIR ATÉ AQUI E TE DIGO QUE GOSTEI DE TEU POST.SIM, SE CONSEGUÍSSEMOS MANTER EM NOSSAS ALMAS A SIMPLICIDADE DA CRIANÇA, O MUNDO SERIA MUITO MAIS HUMANO E TERIA A ESSÊNCIA DO BEM, POIS TODA A CRIANÇA TEM EM SI, A PUREZA QUE TRAZ ARRAIGADA A SEU SER AINDA NÃO POLUÍDO PELAS MALDADES DO MUNDO.ABRÇShttp://zilanicelia.blogspot.com.br/

    Curtir

    Responder

  25. Discordo um pouco, tem algumas crianças que absorvem tanto o problema da familia, dos outros ou mesmo os pequenos problemas delas que se tornam crianças "pesadas". Tadinhas, as vezes elas não sabem se sair de uma situação simples também. São seres humanas também. Lógico que a grande maioria delas não se importam em nada e só sabem ser felizes e era para ser regra isso. Que todas as crianças fossem felizes sem pensar, sem se preocupar. E nós adultos também, bem que seriamos mais felizes assim também. Feitos crianças livres.Beijosadriana

    Curtir

    Responder

  26. Ah querido, copmos eria magico se pudessemos preservar a inocencia e a ingenuidade que temos na infancia!

    Curtir

    Responder

  27. Os adultos nem sempre têm tempo de prestar atenção na grandiosidade das crianças. Precisam aprender, precisam brincar juntos. A vida será mais feliz, com certeza! 🙂 Boa semana, Manoel.

    Curtir

    Responder

  28. Com nosso crescimento vau sr ampliando a malícia né?! Acho que é ela que estragar tudo!Beijao http://www.culturaviciante.blogspot.com

    Curtir

    Responder

  29. Belo texto, sábias palavras! Devemos procurar ver o mundo de uma maneira mais leve, sabendo aproveitar as coisas simples e melhores da vida. Beijos

    Curtir

    Responder

  30. Sissym, as crianças tem tudo o que a gente precisa. Aquelas adoráveis respostas "na bucha" que não tem espaço para tanta sinceridade construtiva.É mesmo uma pena a interferência do meio, mas… estamos longe pa perfeição; embora nesse particular fosse necessário, não é?Que gostoso ver você aqui. Meu cantinho fica iluminado com a sua energia positiva e com bastante "calmaria". Você é um amor de pessoa.Beijos

    Curtir

    Responder

  31. Manoel,As crianças não complicam, a natureza é transparente e sociáveis (a maioria). O dia-a-dia e o meio interferem muito no futuro de cada ser. Uma pena.Beijos

    Curtir

    Responder

  32. Joy, muito bom! Você ensina e aprende, não é?Beijoss!

    Curtir

    Responder

  33. É por isso que escolhi trabalhar com elas. =) Muito bom o texto.Beijoss!Joy

    Curtir

    Responder

  34. Ana Paula, é uma realidade mesmo. Foge um pouco desse enfoque da postagem porque esse modo de pensar e agir de algumas crianças está ligado diretamente ao exemplo dos pais deles. Os pais foram criados assim e sempre fizeram piada quando em vez de se comprar um tenis marca X na "melhor" (R$) loja do país por R$ 900,00, o amiguinho (pobre) do filho dele comprou o mesmo tenis marca X no Box 31 do Mercadão de Taubaté e pagou R$ 59,90.Diálogo mãe/pai, em casa: – Mas não é o mesmo tênis???!!! – É, mas gente assim não possui um nível social compatível com o nosso. Portanto esses menino não pode ser amigo do nosso filho.A criança ouve esse diálogo em casa, acha que está correto o modo de pensar dos pais e entra na "corda" da mídia. Passa a fazer suas exigências.Infelizmente isso sempre foi assim e quem sofre mais com isso é o menino educado nos padrões consumistas, não é?Não sei se me fiz entender ou se enrolei tudo, mas tentei…

    Curtir

    Responder

  35. Deveria ser natural na criança o simples e o descomplicado, mas o que a Chica colocou é uma verdade que só vem crescendo, infelizmente.Beijo

    Curtir

    Responder

  36. Ana, obrigado pelo carinho da presença e comentário. Um bom domingo para você também!

    Curtir

    Responder

  37. Bah, é verdade. Estamos admirando outras "qualidades" e deixando de lado a sinceridade deles.Um domingo maravilhoso para vocêKisu!

    Curtir

    Responder

  38. ✿ chica, muito bem colocada essa situação. Esse modo de agir "corrompe" a naturalidade da vida. Se quando crianças já estão assim, mais tarde não vão viver e sim disputar a vida. Infelizmente o egoismo tomará conta delas.Bem lembrado esse desvio de conduta.Abração e bom domingo

    Curtir

    Responder

  39. Marcilane, a pureza das crianças é que encanta a gente.Abraço com carinho

    Curtir

    Responder

  40. Excelente, Manoel! Bom domingo!

    Curtir

    Responder

  41. Eu lembro da minha infância e vejo o quanto que as coisas que eu pensava era ingênuo, mas já questionava alguns porquês que ainda hj não se tem resposta. Como: por que as pessoas são más com as outras? Por que o animal sofre? Por que os adultos fazem coisas tão complicadas?A sinceridade de uma criança é o que todo mundo faz questão de ignorar, por isso estamos nesse caos.Kisu!

    Curtir

    Responder

  42. Lindo texto e só faço uma ressalva. Temos que olhar atentamente pois tenho visto crianças desde já complicando a vida, deixando a simplicidade e desde cedo escolhendo marcas, grifes, virando o nariz pra caros antigos, querendo sempre o novo. Isso é horroroso. Não gosto de crianças assim e tenho visto muitas! Uma pena! Então, cabe aos pais, orientarem e reverem SUAS posturas e condutas, pois o exemplo passado anda critico, muito ruim mesmo! abraços,chica

    Curtir

    Responder

  43. Lindo. Deveríamos mesmo aprender com as crianças. Deve ser por isso que sentimos saudades da infância. Abraço!

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: