CRÍTICA E AUTO-CRÍTICA

Arthur Schopenhauer by Arthur Schopenhauer


Assim como o homem carrega o peso do próprio corpo sem o sentir, mas sente o de qualquer outro corpo que quer mover, também não nota os próprios defeitos e vícios, mas só os dos outros.
Entretanto, cada um tem no seu próximo um espelho, no qual vê claramente os próprios vícios, defeitos, maus hábitos e repugnâncias de todo o tipo.
Porém, na maioria da vezes, faz como o cão, que late diante do espelho por não saber que se vê a si mesmo, crendo ver outro cão.
Quem critica os outros trabalha em prol da sua própria melhoria.
Portanto, quem tem a inclinação e o hábito de submeter secretamente a conduta dos outros, e em geral também as suas ações e omissões, a uma atenta e severa crítica, trabalha na verdade em prol da própria melhoria e do próprio aperfeiçoamento, pois possui o suficiente de justiça, ou de orgulho e vaidade, para evitar o que amiúde censura com tanto rigor.
* Normalmente criticamos no outro, o defeito que estamos querendo eliminar da gente, não é???!!!
Anúncios

21 responses to this post.

  1. Gabi, verdade mesmo. Interessante a sua opinião e eu achei correta. Seria um antecipar e resolver o que poderíamos chamar de desgraça, não é?Adorei o seu comentário.Beijos

    Curtir

    Responder

  2. Essa situação de criticarmos o que há um dia de ser criticado em nós mesmo é um mal que todos temos e precisamos aprender a lidar com ele. O melhor a fazer é guardar essa crítica para nós antes de falar e depois escutar o que não queremos.

    Curtir

    Responder

  3. É difícil criticar!Por exemplo eu que recebo alguns livros para fazer resenha, quando não gosto preciso criticar, mas fazer isso de forma certa é terriveeeeel!Ser criticado é pior! kkkkkBeijos!www.culturaviciante.blogspot.com.br

    Curtir

    Responder

  4. Oi Manoel, muito sábio o Sr. Arthur Schopenhauer (perdão se escrevi errado) pois é isso mesmo o que acontece.Quando alguém critica com muita propriedade um defeito alheio é porque conheçe profundamente o assunto. Ele vive o mesmo defeito e sente-se indignado ao ver o quanto é ridiculo!Sim, voce tem toda razão quando pergunta se não estaríamos tentando eliminar o nosso defeito através da crítica. É claro que somos assim, mas como é dificil admitir em?Só após ler um texto assim que paramos para refletir e entender.Mas não se iluda, daqui a algumas horas já esquecemos e estaremos apontando os defeitos alheios.Eita povo complicado, né?beijos Manoel, boa noite.

    Curtir

    Responder

  5. Manoel essa é uma verdade!Precisamos aprender a não julgar!Excelente texto!bjs,

    Curtir

    Responder

  6. Acho que isso é do ser humano mesmo… Nascemos para compararmos e sermos comparados… é meio que inevitável. O que diferencia as pessoas são o quanto elas levam consigo essas comparações. Se vc aprender a viver por vc, sem se espelhar em alguém, já é um bom começo. Agora, criticar, isso eu DUVIDO que as pessoas deixem de fazer.Kisu!

    Curtir

    Responder

  7. Oi, Manoel! Sou fã de Schopenhauer. Embora estudiosos apontem seu pessimismo, textos como o que você selecionou me parecem até otimistas se levarmos em conta que muitos seres humanos criticam os outros sem jamais se corrigir. Abraço!

    Curtir

    Responder

  8. Ah! Eu tenho o defeito de apontar 1 dedo ao outro e 4 pra mim.Cada dia que uma pessoa cruza meu caminho e me deixa mal com algo… perscruto o porquê, dependendo do grau eu xingo e odeio palavrão, geralmente é quando invadem o meu espaço… vizinhos! Eita… som alto ou curiosos rondando… eu amo me esconder, de fato.O livro QUANTO PIOR FOR A PESSOA COM QUEM VOCÊ VIVE, MELHOR PARA VOCÊ (Pe. Alir Sanagioto)… li anos atrás e acabei por comprar. Porque é uma bela faca de dois gumes… rsInté Amigo Manoel

    Curtir

    Responder

  9. Por isso o rabi falou da trave e do argueiro no olho.É impossível que a gente evolua e melhor sozinho.O outro precisa me mostrar quem eu sou justamente para que eu melhore.E eu preciso me tocar que esse é o sentido e perceber que entender isso me faz entender as dificuldades do meu próximo, me faz perdoa-lo e assim perdoar a mim mesma.

    Curtir

    Responder

  10. Sabias palavras de Schopenhauer!Estou numa fase que tento não julgar.Não é fácil, porem não é impossível. Sempre que fico chateada com atitudes alheias, tento entende-las. E sempre penso que meu telhado é de vidro, porq tenho vários defeitos que precisam ser trabalhados na minha reforma intima. Beijos meu amigo Super- Manô!

    Curtir

    Responder

  11. Tina, tudo isso é uma realidade que pode facilmente ser trabalhada.Um abraçoManoel

    Curtir

    Responder

  12. Ou no defeito que temos, ou no que interfere no defeito que temos, ou como hábito mal trabalhado e não policiado de querermos perfeição do outro, sem nos enxergarmos imperfeitos.

    Curtir

    Responder

  13. Karla, kkk! A esperança ainda existe. Tenho que começar pela minha pessoa, não é?:]

    Curtir

    Responder

  14. "Porém, na maioria da vezes, faz como o cão, que late diante do espelho por não saber que se vê a si mesmo, crendo ver outro cão."Fantástica essa comparação. Tão iguais, tão críticos. Um ciclo. Quando o ser humano passar a dedicar a energia que dedica a apontar os defeitos dos outros corrigindo os seus, o mundo será outro. :]

    Curtir

    Responder

  15. – Mandy, você é genial!;3

    Curtir

    Responder

  16. Adriana, perfeito o seu comentário. Gostei e serviu para mim. De vez em quando é bom a gente olhar para o nosso espelho.Beijos

    Curtir

    Responder

  17. Obrigada Manoel ;3~ Ugly Thing

    Curtir

    Responder

  18. Verdade mesmo o que diz esse texto. Que o nosso defeito não enxergamos quando é no outro a gente vê e ainda critica. O certo é ver o defeito do outro, indentificar esse defeito na gente e tentar mudar. Isso sim. Faço isso muito. Quando vejo um defeito no outro, tento analisar se tenho também esse defeito. E tento no possivel mudar minha conduta, minha maneira de ver e até mesmo entender o outro. Porque defeitos todos nós temos. O que devemos é melhorar e aceitar. E tentar mudar.BeijosAdriana

    Curtir

    Responder

  19. ✿ chica, você disse muito bem! É a pura verdade, rs…rs!Um grande abraço

    Curtir

    Responder

  20. Temos mania de criticar e não olhamos pro nosso "rabo"… Lindo texto! abração,chica

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista dos meus pontos

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

Sacudindo as ideias

Exercícios literários, escrita solta, pensamentos...

%d blogueiros gostam disto: