TEIMOSIA

De tanto me falarem que o chão era mais seguro e eu deveria permanecer nele abracei minha teimosia e cultivei asas.
Só assim alcancei o que desejei, só assim me senti viva realmente.
Porque quem tem os pés fincados no chão estagnou, não sonha mais, não almeja. Tem medo do risco.
Viver é um risco diário e eu quero correr esse risco e senti-lo pulsar dentro de mim.” 
 
* A Meire tem razão???!!!
Anúncios

19 responses to this post.

  1. Ivani, tá certo. Tudo dentro das possibilidades e com muito equilíbrio, não é?Beijo na amiga querida

    Curtir

    Responder

  2. Com certeza tem razão!Feliz do que aprendeu isso já!Beijão!

    Curtir

    Responder

  3. Manter o pé no chão é preciso! Eu me arriscaria sem tirar o pé do chão. O tombo de lá do alto pode ser maior (::*Coruja Essência

    Curtir

    Responder

  4. Viver é perigoso, como dizia o Guimarães Rosa!Gosto muito de violão, sabe?Para afiná-lo,se eu tensionar demais, fica fora do tom.Se rodar de menos, fica também. Preciso achar a frequência certa pra ter harmonia com as demais notas. Em tudo é necessário equilíbrio. Só realiza os sonhos quem assume o chão com base, penso. Caso contrário, serei um violão desafinado, um radical ou um lunático!O equilíbrio é a chave!!Abração, moço!!

    Curtir

    Responder

  5. Preciso aprender com a Meire. Meus pés não estão no chão não, estão fincados numa base de concreto armado, isso sim! Tenho que aprender a sonhar e voar mais alto!beijosAdriana

    Curtir

    Responder

  6. Pés no chão, mas cabeça nas nuvens. Bela postagem!

    Curtir

    Responder

  7. Manoel,pés no chão e cabeça nas nuvens, esse é o meu lema.Uma semana bem feliz para você! :)Abraços,CarolUm blog simplesFacebook

    Curtir

    Responder

  8. Adorei a Meire! Abraços e ótima semana pra você,Manoel!Inté!

    Curtir

    Responder

  9. Pois é Manoel, o ideal seria voar mas também pousar e fincar os pés no chão.As duas coisas.Tenho medo de só voar. Sinto-me insegura, gosto de meu canto, minhas coisas, meu estilo de vida.Mas não tentar, não experimentar, é não viver.Por isso digo novamente. Voar mas pousar também, voltar à segurança do ninho.Um beijo querido Manoel.

    Curtir

    Responder

  10. Gisa, amiga muuuuuito querida! Com certeza. Percebo isso e gosto assim. Continue sempre original.Beijo com carinho na amiga

    Curtir

    Responder

  11. Muita razão. Não sobreviveria sem o voo.Um bj querido amigo

    Curtir

    Responder

  12. Rovênia, também acho fundamental a sensação de segurança. Nada como pisar no chão, né?Abraço:)

    Curtir

    Responder

  13. Bah, se faz necessário mesmo.Sobre a pichação eu não sei o tema. Achei na internet, gostei e coloquei no cabeçalho. Agora fiquei curioso e vou procurar saber a que se refere isso.Kisu!

    Curtir

    Responder

  14. Anne, verdade mesmo! Animo e coragem, não é?bjs

    Curtir

    Responder

  15. ✿ chica, eu também gosto muito da Meire. Bom final de semana.Grande abraço

    Curtir

    Responder

  16. Eu defendo o arriscar, o tentar, mas não ter os pés no chão me assusta quando preciso entrar num avião. Vou, mas não me lembre que meus pés estão sobre as nuvens…

    Curtir

    Responder

  17. Viver realmente é um risco diário… e que se faz necessário… Adorei a pichação… são as mulheres assassinadas, né?Kisu!

    Curtir

    Responder

  18. Eu adoro os textos da Meire!A vida é mesmo um risco e temos que ter essa coragem diaria de viver!bjs,

    Curtir

    Responder

  19. A Meire é maravilhosa.Gostei mais uma vez! abração,chica

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: