POR QUE VOCÊ ESTÁ BRIGANDO?

Leo2by Pe. Léo ,scj

Enquanto o ressentimento continuar presente em nosso coração, seremos seus escravos, e isso nos transforma em vítimas permanentes. Em qualquer lugar em que chegamos, se alguém sorri, já pensamos que está rindo de nós. Se não sorri, ficamos pensativos, achando que está com raiva de nós. “Imagina… ela passou por aqui e nem falou comigo, deve estar com raiva de mim. Mas eu não fiz nada para ela…”. “O que será que aconteceu com fulano? Por que está agindo assim?” “Por que está rindo desse jeito? Por que me olha dessa forma?” Temos a mais absoluta convicção de que todas as ações da pessoa, mesmo se nunca a vimos mais gorda ou mais magra, são em consequência de nossa presença ali. Veja só o poder que nos atribuímos quando teimamos em ficar achando culpados ou encontrar desculpas para tudo o que acontece ao nosso redor.

Se com estranhos agimos assim, não é difícil imaginar como nos comportamos diante daqueles que nos são mais próximos. Quantos casais transformaram o lar num inferno em consequência de ressentimento acumulado. Mágoas não resolvidas acabam sempre por gerar brigas, violência, discussões, acusações, bate-bocas, inimizades e separações. Muitas vezes, uma grande briga começa com uma pequena bobagem: “Só porque fiz um comentário bobo, ele ficou transtornado”. “Eu falei por falar. Se soubesse que iria ficar assim, nem teria dito”. “Só porque reclamei de ter deixado o pano jogado no sofá, o homem virou um bicho…”. “Eu nem me incomodo com cachorro, mas foi só falar do cachorrinho dele e ele saiu daqui feito louco…”. “Só porque eu reclamei de ter entrado com os pés sujos?”

É triste, mas é verdade! A grande maioria das pessoas nem sequer sabe por que está brigando. Alguns até já se tornaram especialistas em brigas, são sempre a favor do contra!

O mais terrível de tudo isso é que quando brigamos com as pessoas, quando criamos o dossiê, quando elegemos nossos culpados, estamos, ao mesmo tempo, quebrando nosso relacionamento com Deus. Vem daí a insistência: “Não se ponha o sol sobre o vosso ressentimento. Não deis oportunidade alguma ao diabo” (Ef 4,26b-27 – Bíblia Tradução Ecumênica, TEB, São Paulo, Loyola).

Eis um ensinamento mais prático para acabar com nossas brigas. Se não for possível evitar a discussão, que ao menos ninguém vá dormir com mágoa no coração. Resolva tudo antes do sol se pôr, peça perdão e perdoe sinceramente, para não permitir que o encardido se aloje em suas palavras, em seus sentimentos, em seu corpo, em sua vida e em seu comportamento.

O único jeito de restaurar um coração ressentido é pelo perdão mútuo, pelo perdão a Deus e pelo perdão a si mesmo. Não podemos deixar que as coisas negativas que sempre acompanham o ressentimento acabem por se enterrar em nosso coração. “Toda amargura, ira, indignação, gritaria e calúnia sejam desterradas do meio de vós, bem como toda malícia” (Ef 4,31). Quando acham terreno fértil para se enraizar em nosso coração, essas tranqueiras acabarão por produzir frutos de inferno em nós, para nós e por meio de nós.

Anúncios

10 responses to this post.

  1. Posted by anônimo on 30 de agosto de 2013 at 15:29

    às vezes não se está brigado, apenas não se tem o que dizer, o sol amarelo, o mar azul, o mato verde, a lama marrom, muito marrom.

    Curtir

    Responder

  2. Oi Manoel, tudo bom?
    O que houve com teu blog? Não o encontrei mais, nem por e-mail 😦
    Que bom que voltaste, fico feliz.
    Beijão

    Curtir

    Responder

  3. Posted by Rovênia Amorim on 28 de agosto de 2013 at 9:18

    E ele está certo, não é? Nós produzimos nosso céu e nosso inferno!
    🙂 Uma ótima quarta-feira!

    Curtir

    Responder

  4. Manu,

    Perdoar não é fácil e penso que essa capacidade não vem de nós, Deus é quem opera isso em nossos corações, Nós por nós mesmos não perdoamos nem um pisão no pé. Mas creio que para que isso seja despertado dentro da gente é preciso querer, estar pré-disposto. Ótima reflexão que nos ofertastes, como sempre! Gr. Bj.!

    Curtir

    Responder

  5. Grande verdade, meu amigo. Eu percebi que carregava uma carga de ressentimentos e mágoa muito grande. Quem não tem dificuldade de deixar as coisas pra lá, né? Mas acho que tentar fazer as pazes, pedir perdão pode até não te fazer mudar a visão do que vc tem de outra pessoa, mas te deixa com paz de espírito. E definitivamente eu procuro isso pra minha vida.

    Kisu!

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

© Célia Moura

Biografia, Poesia, Pensamentos, Prosa Poética, Obras Publicadas, Projectos Literários

Relatos desde mi ventana

Sentimientos, emociones y reflexiones

Violeta López

violetalc01@gmail.com

Deixe escapar a emoção

Fabiana Oliveira

Tatyanna Gois

little ginger girl

Bastidores da Escrita

escritores rumo à publicação

Oh kah

por Verônika Leicam

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Vovente by: Jessica Pereira

Um pedaço do meu coração está em você.

seismaisdois

um blog sobre tudo feito por alguém que não sabe nada

EscreViver

"Eu escrevo para os outros existirem", José Luís Peixoto

Dezassete

A felicidade passa por aqui

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

%d blogueiros gostam disto: