DOIS E DOIS SÃO QUATRO

Imagemby Ferreira Gullar

Como dois e dois são quatro
Sei que a vida vale a pena
Embora o pão seja caro
E a liberdade pequena
Como teus olhos são claros
E a tua pele, morena
como é azul o oceano
E a lagoa, serena

Como um tempo de alegria
Por trás do terror me acena
E a noite carrega o dia
No seu colo de açucena

– sei que dois e dois são quatro
sei que a vida vale a pena
mesmo que o pão seja caro
e a liberdade pequena.

 

* Achei bonitinho e postei. Valeu a pena???!!!

Anúncios

20 responses to this post.

  1. Voltei no tempo agora. Eu tinha esse poema escrito em algum lugar e, por algum motivo, decorei ele. Absolutamente lindo e profundo.

    Obrigada pela memória, Manoel.

    Curtir

    Responder

  2. A vida é feita de várias coisas que a compõem, mas sempre há uma lógica em tudo.

    Kisu!

    Curtir

    Responder

  3. Ficou bonito o blog .Bem original e leve ,gosto!
    deixo abraços

    Curtir

    Responder

    • lis, ficou menos rebuscado do que o outro. Aqui tenho mais limitações para o layout e tenho que, eu mesmo, criar os “penduricalhos”. O bom é que estou aprendendo a usar outras linguagens.
      Gostei muito da menina aqui. Volte sempre que puder. Hoje tem barulhinho no toldo.
      Grande e afetuoso abraço

      Curtir

      Responder

  4. Oi amigo.

    Ferreira Gullar esteve na Flip este ano, mas não consegui vê-lo.
    Tenho uma especial admiração pelos textos dele.

    Valeu a pena o texto sim.

    Boa semana pra você.
    Ana Virgínia
    filhadejose.blogspot.com

    Curtir

    Responder

    • Ana Virgínia, amiga muito querida, carioca do brejo! Eu também acho o Ferreira Gullar uma cabeça e tanto. Nunca tive a oportunidade de encontrá-lo. Fico feliz porque você gostou e mais feliz ainda por sua presença aqui. Uma boa semana para você também.
      Beijo

      Curtir

      Responder

  5. Valeu a pena sim!
    Gostei do poema. Me lembrou um amigo que tive.
    Beijos

    Curtir

    Responder

  6. Olá,Manuel! Simplesmente me encantei com estes versos que parecem tão singelos, mas cuja profundidade e ternura fazem tão bem ao coração da gente…Tão belo e acolhedor! Sempre gostei muito da poesia do Ferreira Gullar…Valeu demais compartilhar! Aproveito pra te agradecer pela tua visita tão simpática e gentil lá no meu singelo bloguinho…E que bom que você gostou desse meu cantinho virtual! Também gostei muito do teu blog, e sempre que eu puder,vou passar por aqui! Muito obrigada pela tua atenção e carinho, e seja sempre muito bem vindo!
    Um abraço grande e uma semana de muita paz pra ti!!!
    Teresa (do blog “Se essa lua fosse minha”)

    Curtir

    Responder

    • Teresa, nossa! Fiquei muito feliz por sua presença e comentário aqui no nosso cantinho. Gostei muito do seu cantinho e do seu invejável modo de viver. Eu adoro plantas, adoro plantar e adoro cuidar. Quanto mais trabalho der mais eu me dedico. Com o tempo a gente vai ficando parecido com as flores ( no coração, é claro!).
      Sempre que puder apareça por aqui.
      Um abraço com carinho e uma semana maravilhosa

      Curtir

      Responder

  7. Posted by Elvira on 29 de setembro de 2013 at 16:19

    Oi Manoel.
    Obrigada pelo incentivo que você me deu lá no blog.
    Eu adorei esse poema.
    Bjs.
    Elvira

    http://evipensieri.wordpress.com/

    Curtir

    Responder

  8. Posted by Marcilane on 29 de setembro de 2013 at 16:05

    Muito, muito à pena. Quanta ternura nesses versos… simplicidades que fazem a vida valer à pena! 🙂
    Beijo^^

    Curtir

    Responder

  9. Posted by Arlene L. Araújo on 29 de setembro de 2013 at 14:49

    Muito bonitnho, mesmo!! Beijo, querido.

    Curtir

    Responder

  10. Nossa , Manoel ! Se valeu !Ferreira Gullar é muito lindo . Adoro o que ele diz sobre a arte : a arte existe porque a vida não basta . Lindo , né ?

    Beijão ,
    Ana

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

© Célia Moura

Biografia, Poesia, Pensamentos, Prosa Poética, Obras Publicadas, Projectos Literários

Relatos desde mi ventana

Sentimientos, emociones y reflexiones

Violeta López

violetalc01@gmail.com

Deixe escapar a emoção

Fabiana Oliveira

Tatyanna Gois

little ginger girl

Bastidores da Escrita

escritores rumo à publicação

Oh kah

por Verônika Leicam

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Vovente by: Jessica Pereira

Um pedaço do meu coração está em você.

seismaisdois

um blog sobre tudo feito por alguém que não sabe nada

EscreViver

"Eu escrevo para os outros existirem", José Luís Peixoto

Dezassete

A felicidade passa por aqui

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

%d blogueiros gostam disto: