NÃO HÁ VAGAS

ferreira-gullar-rosto-metade-300x212by Ferreira Gullar

O preço do feijão
não cabe no poema. O preço
do arroz
não cabe no poema.
Não cabem no poema o gás
a luz o telefone
a sonegação
do leite
da carne
do açúcar
do pão

O funcionário público
não cabe no poema
com seu salário de fome
sua vida fechada
em arquivos.
Como não cabe no poema
o operário
que esmerila seu dia de aço
e carvão
nas oficinas escuras

– porque o poema, senhores,
está fechado:
“não há vagas”

Só cabe no poema
o homem sem estômago
a mulher de nuvens
a fruta sem preço

O poema, senhores,
não fede
nem cheira

* Muito espirituoso, não acham???!!!

Fonte: – Ferreira Gullar – Poemas

Anúncios

16 responses to this post.

  1. Faço das minhas palavras as da Paula. E pode imaginar a gente jogando confete em você também, tá? 🙂

    Curtir

    Responder

  2. Muito!

    Kisu!

    Curtir

    Responder

  3. O poema mais puro porque nele não cabe segundas intenções, nem decepções, nem malandragem. Mas cabe gente como vc, meu amigo, com o coração amorosa e as palavras mais doces.

    Curtir

    Responder

  4. Posted by Marcilane on 20 de novembro de 2013 at 17:44

    Lembro muito bem desse poema nos livros didáticos do ensino fundamental. Gostava muito de lê-lo e ver nossa realidade ali estampada, que infelizmente não é lá das melhores e assim continua. É penoso saber que esse quadro se repete anos após anos, é penoso saber que os que mais trabalham são os que menos recebem e que menos conseguem desfrutar a vida. Dentro de mim há a vontade de que tudo isso mude algum dia, e que haja sempre vagas para que aquelas pessoas que realmente necessitam consigam sua realização pessoal, profissional, sua vida tranquila, sua vida feliz.

    Muito boa essa lembrança Manoel!
    Beijos**

    Curtir

    Responder

    • Marcilane, tudo isso é triste mesmo, contudo já existe algum progresso para se evitar que isso se prolongue que é a nossa conscientização. A medida que participamos temos a chance de bloquear e organizar muitas coisas boas para a sempre nova safra do povo brasileiro.
      Muito legal o seu comentário. Cabecinha boa, não é?
      Beijo carinhoso^^

      Curtir

      Responder

  5. Gullar sempre polêmico nos seus poemas. Pra mim, no poema cabe tudo e mais um pouco, e ele, como respira, exala lirismo por todos os poros. Se fede ou cheira, depende de quem lê. Gr. Bj. Manô!

    Curtir

    Responder

  6. Pois bem, se não há vaga no poema, ele criou uma onda… onde, afinal, tudo coube 🙂
    Gostei, Manoel!
    Abraço!

    Curtir

    Responder

  7. Olá,amigo Manoel!
    Achei tão interessante a abordagem desta desafiadora poesia! Mas mesmo apesar da aparência crua e dura de sua superfície filosófica, ainda habita nela o encanto do poeta que se zanga com os absurdos do nosso humano cotidiano, sem perder a candura, pois no seu espanto há la no fundo a vontade de que a vida fosse mais leve e bonita para todos….Tinha que ser o Ferreira Gullar!
    Meu abraço grande, com carinho ,para vocês!!!
    Teresa

    Curtir

    Responder

    • Teresa, seu comentário vem sempre carimbado com uma boa dose de carinho e isso é muito bom. O bom do Ferreira Gullar é que ele dá tapas com luvas de pelica, não é?!
      Gosto muito de seu comentário aqui.
      Um abração grande e carinhoso para vocês todos (amigos número um da natureza!).

      Curtir

      Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: