AMOR E FIDELIDADE

Imagemby D. Paulo Mendes Peixoto

No meu fraco entender, as duas palavras perderam muito naquilo que as identificam.

Que tipo de amor e de fidelidade são projetados hoje?

Sabemos que, sendo bem assumidos, constituem toda a justiça e a harmonia da sociedade. Essas palavras são fonte de paz, serenidade, segurança, respeito e valor pela pessoa do próximo. São dons que devem ser conquistados.

A fidelidade, ao ser exercitada, confirma o verdadeiro amor.

Não é um fato apenas de ação externa, superficial, mas de compromisso que vem de dentro da pessoa, que envolve a razão e o coração.

Isto é impossível para quem tem uma mente poluída de maldades, de consumismo e de descompromisso para com as realidades de seu cotidiano.

O crescimento da violência acontece como um efeito cascata.

Como já diz o ditado popular: “violência gera violência”.

Isso mostra a incapacidade na qual a sociedade está vivendo de se deixar penetrar pela sabedoria do Evangelho, que é “misteriosa e oculta” (I Cor 2,7).

Com isso, perdemos o sentido sagrado da pessoa humana e passamos a nos agredir uns aos outros sem temor.

Quem não participa da justiça como proposta de vida comunitária tem dificuldade para ajudar na construção do bem.

Aliás, não basta “não matar”, é preciso também superar as atitudes de desamor, de vingança, de ressentimento, de ódio etc.

Amor e fidelidade conjugam-se com a palavra “perdão” ou com a capacidade de se despir da arrogância e da maldade do coração.

Na cultura do medo, perdemos muito na qualidade de nossa vida humana.

Estando o amor e a fidelidade “no fundo do poço”, questionamos o tipo de felicidade que as pessoas conseguem viver.

Não estamos fazendo as escolhas certas, mesmo sendo dado ao ser humano o dom do livre-arbítrio e a capacidade de escolha. A liberdade tem se transformado em libertinagem.

É importante cultivar a sabedoria que vem de Deus, pois ela supõe despojamento e amor ao extremo, foge da lógica propagada pelo mundo. Sabedoria que constrói liberdade e não é escravizadora.

Somente no exercício da liberdade autêntica o ser humano poderá ser realmente feliz.

* O que acham???!!!

Anúncios

22 responses to this post.

  1. Manô,
    Penso que, quando o sentimento partilhado é sincero, quando é recebido com honestidade, quando existe verdadeiro respeito pelo outro e por si próprio, quando se constrói um amor sobre bases sólidas e sem nada esconder do que somos, com a ajuda do Eterno e a confiança que Ele nos proporciona, nada resiste ao sentimento, nada cria dúvida, nada ameniza a fidelidade e a união, seja ela com o Altíssimo, com um(a) companheiro(a), com um(a) amigo(a) ou com nós próprios…
    Beijinhos!

    Curtir

    Responder

  2. Deixando ao largo, Deus, anjos e demônios, gosto de pensar que há o HUMANO. Não esse humano que se parece com bestas primitivas e sem pensar destrói coisas, pessoas e sentimentos, mas o HUMANO, capaz de se diferenciar um pouco dos outros animais pela sua arte de PENSAR e de ESCOLHER além do primitivo. Gosto de pensar que há divindade no Humano e é isso que o torna capaz de ser amoroso com o outro e consigo. Apesar dos tempos que nos fazem esquecer da humanidade em pról de coisas, ainda há muita gente humana por aí, capaz de parar pra respirar, ser fiel a si mesmo, aos seus desejos de humano que estão muito acima de sexo, poder e afins, desejos mais “simples”, da alma da gente, que pede sorriso, amistosidade, tolerância, auxílio. Mãos dadas. Fidelidade de verdade é simplesmente isso: mãos dadas, apesar de circunstâncias. A arte de PENSAR acima do primitivo instinto.
    Adorei a reflexão.
    Beijo.

    Curtir

    Responder

  3. Manô querido, texto muito bem colocado, mas concordo com o Comentário da Cris. O amor é a fonte de tudo e dele vem a fidelidade e o perdão. O inverno seria mais uma obrigação ou sei lá o que.

    Beijos, amigo

    Curtir

    Responder

  4. Posted by Frasco de Memórias on 27 de fevereiro de 2014 at 14:19

    Manoel, na era do descartável em que vivemos, a pressão para olhar até para as emoções como um produto utilitário é enorme. Quem o faz perde o mais intenso e belo da vida!

    Curtir

    Responder

  5. Manô,

    Só acho que é inverso, o verdadeiro amor quando exercitado, estabelece a fidelidade. No mais subscrevo totalmente. Gr. Bj.!

    Curtir

    Responder

  6. Concordo em numero genero e grau… Acho que as pessoas procuram o amor de forma errada, elas querem um amor superficial, não para amar e sim para mostrar que “tem amor”. Seja em relacionamentos, em família, entre amigos, até com os animais e a natureza. Não existe amor sem fidelidade, e não ha fidelidade onde não encontramos amor verdadeiro…

    Curtir

    Responder

  7. Posted by adrianabalreira on 26 de fevereiro de 2014 at 9:29

    Está tão dificil hoje em dia encontrar essas duas palavrinhas juntas ou separadas… O ser humano está cada vez mais sem amor ao próximo. E a fidelidade questionada sempre, estão todos com um pé atrás e não confia no amor do próximo e a fidelidade acaba sendo abalada por essa dúvida. Só acho que devemos pelo menos fazer a nossa parte. Assim pelo menos teremos mais amor e fidelidade.
    Beijos
    Adriana

    Curtir

    Responder

  8. Perder o sentido do sagrado da pessoa humana… que triste essa realidade.
    Temos violência sim e o pior, com crueldade, mas eu quero acreditar, ou melhor eu acredito no amor, na bondade.
    Ainda há corações tocados pelo Supremo.
    Beijo!

    Curtir

    Responder

  9. Concordo com o texto sim. E ao mesmo tempo é triste pq não tive nenhum dos dois no meu último relacionamento. Azar dele rs

    Kisu!

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

PANELA EUROPÉIA

O mundo numa panela só

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

Poesias e Cia - Ana de Lourdes Teixeira

Sem pretensões... O único desejo é compartilhar com as pessoas o que escrevo.

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

Realize Criatividade

por Patrícia de Azevedo

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

Divergências Vitais

Memórias, dicas e "causos" de uma brasileira vivendo na Alemanha.

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

%d blogueiros gostam disto: