POR QUE ANDO TÃO NERVOSO?

Imagemby Ricardo Sá

Calma não se improvisa; é decisão exercitada.

É também resultado de uma série de pequenas decisões que tomamos, e, aos poucos, acabamos assimilando um modo de ser que nos dá força e serenidade para enfrentar o que nos tira do sério.

Reveja o que você está decidindo. Tenha coragem!

Outra dica é compartilhar com alguém o que você sente e o que o tira do sério.

Falando com alguém nos tornamos mais responsáveis por nosso crescimento!

Outra dica?

Faça silêncio!

Há sujeiras que só o silêncio sabe limpar!

 

* Vale a pena tentar, não acham???!!!

Anúncios

30 responses to this post.

  1. Bem complementar do “Por que tem gente que fala demais”, né? 😉

    Curtir

    Responder

  2. “Há sujeiras que só o silêncio sabe limpar!”
    –Amei isso.
    =)

    Curtir

    Responder

  3. Depois que mudei para a Suécia comecei a cultivar mais esse lado tranquilo da vida. Tento resolver as coisas com calma, sabedoria e discernimento. Mas, confesso que em situações em que tenho minha privacidade invadida, a calma vai para o final da fila. Eu ei de saber administrar isso também!
    Beijos.

    Curtir

    Responder

  4. Fazer silêncio – tão simples para uns – tão difícil para outros. Como faz? rs
    Eu gosto da parede branca para onde olho e respiro fundo. O que me deixa com raiva: pessoas que não entendem que o outro tem direito de existir indiferente a minha própria existência. rs Mas eu respiro fundo e visto meu melhor sorriso. rs

    bacio

    Curtir

    Responder

    • Lunna, você citou uma coisa que eu deveria responder por e-mail porque poderia esticar mais e dar asas a discussões (sadias) e consequente novos conhecimentos sobre esse “monte” de “únicos” seres humanos. Mas vamos ao compacto:
      “Fazer silêncio – tão simples para uns – tão difícil para outros.”
      Eu já passei pelas duas fases: a do simples e a do difícil e conclui que a gente consegue mudar conforme a necessidade. Mas tem que ser uma necessidade vital.
      Eu sempre fui muito agitado e só de ouvir falar em silêncio já me sentia incomodado. Sempre que recorria a relaxamentos eu ficava mais tenso. Até pensei que os fiosinhos do meu cérebro estavam ligados de um modo invertido, mas… com muito esforço e bastante treino consegui curtir o desejado silêncio. É um estado de espírito. Para quem estava sempre ligado como eu o processo deu tão certo que, exagerando muito, quando quero ter meu silêncio se alguém “cuspir”em meu rosto eu nem ligo. Fico superior a essa situação inferior de rebeldia. É duro resumir porque sai meio pela metade e no fim vão achar que sou louco, kkk.
      Bem, aprendi a relaxar e desaprendi a me agitar. Agora a agitação é que me incomoda. A solução é respirar fundo, abrir o melhor sorriso e fazer de conta que valeu o esforço, rs…rs.

      bacio

      Curtir

      Responder

  5. Posted by adrianabalreira on 11 de março de 2014 at 9:20

    Prefiro exercitar o silêncio. Para mim isso funciona melhor. Sou dessas que não gosto de compartilhar aflições com ninguém. Espero acalmar tudo por si só. Calma e paciência sempre.
    Beijos
    Adriana

    Curtir

    Responder

  6. Silêncio… Parece-me sempre uma estratégia adequada!

    Curtir

    Responder

  7. Manô,
    Adorei: “Há sujeiras que só o silêncio sabe limpar!”
    Não há maior verdade no que diz respeito à interação entre humanos imperfeitos que somos…
    Nem sempre é fácil conservar a calma, mas a experiência vai ajudando e ensinando como é indispensável que esse silêncio nos sirva de escudo contra agressores que, afinal, aguardam apenas a nossa reação. Se ela for agressiva, o círculo da violência (sim, sim, violência pode vestir-se de inúmeras formas) não terá fim. Mas, se aprendemos a reagir com calma, indiferença e, porque não, um ato de amor, quebra-se a agressividade para deixar o silêncio possa fazer-se ouvir…
    Adorei esta reflexão!
    Beijinho, Manô!!!

    Curtir

    Responder

  8. Calma, sempre me pareceu uma palavra nervosa. Basta ouvir: “Tenha calma” , pra ficar mais tenso.
    Concordo super, com a ideia de que é questão de exercício, muito mesmo. Exercício e respiração. Gosto mais do silêncio do que das conversas quando é necessário que me acalme. O silêncio ajuda a respirar melhor.e junto com a quietude, acaba mudando nossa energia, colocando nervosismos em outra perspectiva.
    Suas reflexões são sempre válidas.
    Beijo,

    Curtir

    Responder

  9. “Há sujeiras que só o silêncio sabe limpar!” exercício difícil, mas fundamental!!
    Bela publicação!!

    Curtir

    Responder

  10. Posted by Bah on 8 de março de 2014 at 15:07

    Olá querido! Procuro praticar isso sempre e ainda mais agora. E, por incrível que pareça, a vida fica mais leve.

    Kisu!

    Curtir

    Responder

  11. Concordo, Manoel. Acho principalmente bom rever o que estamos decidindo sempre. E claro,acho que quando conversamos com alguém sobre o que sentimos ficamos mais leves, né?

    Curtir

    Responder

  12. Olá, amigo Manoel!
    É mesmo verdade que no mundo agitado em que vivemos, seja muito difícil, ao longo de um dia estressado,que a gente encontre a paz de espírito e a calma da qual tanto necessitamos. Mas sair em busca de paz,calma e serenidade pra nossas vidas é mesmo uma decisão que temos de tomar,é uma nova escolha de caminhos e sem dúvida, uma experiência de muito exercício. E quantas vezes perdemos a calma por tantas bobagens… É preciso mesmo “reeducar” a nossa alma,diante desses momentos e encontrar a melhor saída…E como bem diz o autor no finalzinho do texto,às vezes basta apenas buscar pelo silêncio…Um grande aliado e santo remédio!
    Que a gente busque sempre mais calma,paz e paciência pra seguir o nosso caminho…
    Meu abraço grande e um ótimo fim de semana pra você!!!
    Teresa
    (“Se essa lua fosse minha”)

    Curtir

    Responder

    • Teresa, minha amiga muito querida! Eu estava com saudades de vocês todos aí. Mas a gente corre tanto que só se lembra que estava com saudades quando se encontra, não é?! kkk!
      Seu comentário é uma realidade. Hoje andamos com o “estopim” meio curto e explodimos por pouca coisa.
      Um maravilhoso final de semana para vocês também e um beijo no coração de todos vocês.
      Manoel

      Curtir

      Responder

  13. Acho que temos mesmo que exercitar a calma. Talvez o mundo virtual tenha exacerbado nossas impaciências. Tudo tão instantâneo, tão a um clic, a um enter, que quando nos deparamos com uma fila, com um problema que necessita de tempo para se resolver, não conseguimos e nos exasperamos, podendo inclusive ter resultados, ações horríveis.
    Vamos sim praticar a paciência e o silêncio, que é transformador.
    Beijo!

    Curtir

    Responder

    • Ana Paula, seu comentário me fez perceber que perdemos a paciência. Viramos imediatistas. Precisamos exercitar a calma com o “caipira” que coloca a mão no cavanhaque e fica observando e pensando enquanto a gente fala como uma matraca e resolve tudo meio no tapa. Temos que exercitar o poder de barganha que é feito com calma e estratégia. Sem pressa!
      Beijo!

      Curtir

      Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

© Célia Moura

Biografia, Poesia, Pensamentos, Prosa Poética, Obras Publicadas, Projectos Literários

Relatos desde mi ventana

Sentimientos, emociones y reflexiones

Violeta López

violetalc01@gmail.com

Deixe escapar a emoção

Fabiana Oliveira

Tatyanna Gois

little ginger girl

Bastidores da Escrita

escritores rumo à publicação

Oh kah

por Verônika Leicam

Cara de Cotia

Meio divertida, por vezes filosófica, sempre confusa!

As Teorias da Elsa

Um blog que pretende motivar, inspirar, informar e dar a conhecer sítios e lugares surpreendentes.

Vovente by: Jessica Pereira

Um pedaço do meu coração está em você.

seismaisdois

um blog sobre tudo feito por alguém que não sabe nada

EscreViver

"Eu escrevo para os outros existirem", José Luís Peixoto

Dezassete

A felicidade passa por aqui

Ostjen

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Blog Caderno da Lua

#ApoioAutoresNacionais

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

%d blogueiros gostam disto: