TROQUE O PNEU!

Imagemby Fabrício Carpinejar

Não faça como eu, que chamou a seguradora, e não se pôs em ação.
 
Não faça como eu, que já decepcionou a co-piloto ao lado.
 
Ela aguardava o Hércules de graxa dentro de mim, um Sansão suado de minhas clavículas.
 
Estava ansiosa pelo mecânico que se escondia por detrás do poeta, curiosa pelo macacão jeans debaixo do terno.
 
Não deixe que um terceiro diga que o pneu furou, repare que o carro está manco enquanto dirige, mostre que conhece o equilíbrio de seu automóvel tal extensão de seu corpo.
 
Não permita que esta chance de masculinidade se evapore com a preguiça.
 
Ao constatar que o pneu murchou, desça do carro e chute a roda. No meio da calota, para fazer barulho de cuíca. Solte desaforos, critique a injustiça.
 
Pode babar, cuspir, xingar o prefeito e os buracos.
 
Cai bem o acesso de raiva diante da plateia feminina.
 
Descubra o motivo do infortúnio. Se localizar um prego, não trate com a insensibilidade de uma agulha na almofada de costura, exagere que é do tamanho de um arpão. Não subestime a cratera com delicadezas, não aja com melindres, não alise os frisos.
 
É o momento de ser truculento, passional, tosco.
 
Não tente contornar o problema técnico com cantadas e declarações açucaradas.
 
Naquela hora, sua companhia não quer um Wando, não aplaudirá um Sidney Magal.
 
O palco da conversa é outro. Sem requebros. Sem palavras inteiras e rimas. Explore urros e resmungos. Não é para entender o que está falando mesmo.
 
É ação, aventura, adrenalina. Não explique seus passos. Mantenha o mistério.
 
Sua companhia procura o homem primitivo. Alguém que ofereça proteção e conforto, resolva as crises e enfrente a vida quando enguiça.
 
Ela espera sua destreza no instante de levantar o assoalho do bagageiro, que não pergunte onde fica a estepe, a maior humilhação na reposição de peças. Espera que pegue a chave e o macaco com rapidez. Que não peça ajuda de ninguém e, principalmente, que não reze. Espera uma longa imundície avessa a qualquer compaixão, que tenha os cotovelos e os joelhos besuntados e não se importe em como retirar as manchas. Espera que demonstre sincera aptidão ao girar a manivela e alçar o veículo dois degraus acima. Espera o exame da Ordem dos Machões do Brasil (OMB), o gabarito, o despojamento para desenroscar os parafusos gigantes. Espera o trabalho completo, que se agache com brilho e virilidade, não de quatro, não expondo o cofrinho, não de qualquer jeito.
 
Capriche, mas não demore. Pois sua mulher permanecerá atenta ao tempo da troca enquanto simula conferir o estado do esmalte de suas unhas. Ligará o cronômetro, é o Pit stop do casamento.
 
Ao final da operação, diga que foi fácil e simples, esfregue as mãos com desleixo e busque abraçá-la.
 
O troféu da cena é o empurrão de seu amor, reclamando que assim vai sujá-la.
 
Você será respeitado dali por diante.
 
Respeitado – pelo menos – dentro do carro.
______________________________________________
Fonte:
Publicado no jornal Zero Hora
Revista Donna, p.6
Porto Alegre (RS), 27/04/2014 Edição N° 17776
______________________________________________
 
* Vamos descontrair um pouco, não é???!!!
Anúncios

18 responses to this post.

  1. Posted by Meri Pellens on 1 de maio de 2014 at 14:58

    kkkkkkkk… Mas é verdade, Manô! Suporta-se frescurinhas de mulheres, mas de homem é difícil. Tem que ter tino para por a mão na graxa sim 😉
    Bjs… MP.

    Curtir

    Responder

  2. Faltou encerrar dizendo que ela irá suspirar pensando “meu herói” kkkk
    Bj e fk c Deus.
    Nana
    http://procurandoamigosvirtuais.blogspot.com.br/

    Curtir

    Responder

  3. Manoel!!!

    Adorei o texto. Tem um pouco de razão rsrs…

    Abraços,
    Fabi

    Curtir

    Responder

  4. hahaha ri demais! 😀 mas sabe que há homens que acreditam em coisas assim? Nessas “regras” de masculinidade, porque homem tem que ser assim ou assado… Eu particularmente prefiro a delicadeza e sensibilidade num homem, coisa nao muito comum…

    Beijos

    Curtir

    Responder

  5. Muito bom! Mas meu marido chama o seguro…hauahuahua
    Não se pode ter tudo na vida! Abraço!

    Curtir

    Responder

  6. Uaiiiiii…como ele sabe tudo isso…. é de fórum tão íntimo… risos

    Curtir

    Responder

  7. que quadro caricatura…e como tal, engraçado! 🙂

    Curtir

    Responder

  8. Posted by Mariana Gouveia on 29 de abril de 2014 at 10:10

    Texto muito legal! Adorei.

    Beijos, Manoel

    Curtir

    Responder

  9. Posted by Frasco de Memórias on 29 de abril de 2014 at 9:06

    Que texto engraçado!
    Uma visão masculina da situação.
    Eu sei que não fica bem admitir, mas se calhar até tem razão 😉

    Curtir

    Responder

MUITO BOM COMPARTILHAR COM VOCÊ !

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Antes de Adormecer

Sobre amor e outras coisas

Um Palco de Teatro

Poesias, Textos, Frases e Reflxões sobre o amor e a vida.

Sopa de Letras

Literatura, Cinema, Música, Educação e outros temas.

ESTRANHAMENTE

#poesia #crônica #fotografia

versaopaulo

cultura e história da cidade

Vida Legal

Porque a vida é muito mais interessante que a ficção.

imperfeitoparaiso

Aleatoriedades

Blog do Óbvio

Assuntos Diversos e Diversos Assuntos

A DOSE DO DIA

O dia mais bem humorado da semana ;)

frascodememorias.wordpress.com/

“Le souvenir est le parfum de l´âme” – (George Sand).

Meio pão e um livro

Eu, se tivesse fome e estivesse à míngua na rua, não pediria um pão; pediria meio pão e um livro. (García Lorca)

O Outro Lado

Porque o melhor lado é o dentro

Abstract Art by Sharon Cummings

An artist with an irresistible urge to create!

Compasso Lento

Leia com passo lento...

Devir

O que vejo, sinto e imagino em letras.

Posso Dar Uma Dica?

Dicas para facilitar o dia a dia

essa tal de Alemanha

Crônicas do dia a dia

Letíciando

por Letícia Siller

Clau Assi, poesias.

Sonhos, realidades e poesias.

EscreViver

"O que é mais difícil não é escrever muito; é dizer tudo, escrevendo pouco" [Júlio Dantas]

It's a very deep sea

Um site sobre palavras

El Diver

a vida em todas as suas divergências

o meu sofá cinzento

espaço reservado a desabafos tipo assim um bocadinho "crazy" "or not"

Vida de Mil Fases

São fases da vida,elucubrações variadas. É um túnel do tempo, é uma realidade inventada.

Pensamentos In_Versos

No vício da escrita, encontram-se os ditos, os amantes, os gritos internos e todos os avessos...

Trotamundos

by Tati Sato

Simplesmente Lola

Eu e minhas aventuras

Bloco de notas

Escrever é como uma terapia, um socorro, uma esperança. Estando feliz, apaixonada, triste, decepcionada escrevo, pois sei que lendo-me consigo me entender. Escrever é como fugir para um mundo secreto, meu universo particular onde não é proibido sonhar.

Minha Vida Comigo

Um câncer foi o gatilho que me fez querer viver a vida como protagonista. Vânia Castanheira - Medical, Health & Wellness Coach - ACC/ICF

Catarina voltou a escrever,

com vírgulas, pontos e dúzias de reticências...

Mariel Fernandes

A vista do meu ponto e outros pontos de vista

This German Life

um blog sobre nós dois (três) e a Alemanha

Diário de uma Teimosa

dicas de Estocolmo e da vida na Suécia

Eis a questão ...

Um blog realmente pessoal, que guarda um pouquinho de tudo aquilo que a autora gosta, faz, inventa, cozinha, desenha. Por isso, não precisa fazer sentido, não tem pretensões de seguir uma linha ou chegar a algum lugar específico: apenas existe para registrar, guardar e compartilhar um pouco dessas coisas de Olivia.

Sacudindo as ideias

Exercícios literários, escrita solta, pensamentos...

%d blogueiros gostam disto: